Início Fim do diesel? Multinacional anuncia caminhão elétrico que emite vapor de água e hidrogênio com bateria 85% mais rápida

Fim do diesel? Multinacional anuncia caminhão elétrico que emite vapor de água e hidrogênio com bateria 85% mais rápida

junho 22, 2022 às 3:46 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Multinacional anuncia caminhão elétrico que emite vapor de água e hidrogênio com bateria 85% mais rápida através do uso de energia renovável - Canva
Multinacional anuncia caminhão elétrico- Canva

A Volvo, multinacional voltada para  a produção de veículos, anunciou que está criando um caminhão elétrico movido apenas com o vapor da água ao fazer o uso de células de hidrogênio verde no motor, em vez de diesel e gasolina. Conforme a instituição, esta é uma solução sustentável para diminuir o uso de biodiesel, que tem valores elevados de produção a longo prazo. 

Vale salientar, entretanto, que a marca está em busca de soluções verdes e sustentáveis para a produção da energia de hidrogênio, isso porque, muitas vezes, a indústria pode eliminar cargas elevadas de dióxido de carbono para a sua produção. Outros setores, além do voltado à produção de caminhão elétrico, também estão realizando investimentos massivos no hidrogênio verde, como no caso da Airbus, que anunciou durante esta quarta-feira, 22 de junho, que fechou uma parceria com a Qantar para criar um motor para avião usando apenas combustíveis advindos da água. 

Segundo a Volvo, os seus caminhões podem alcançar uma distância de 1.000 km (621 milhas), em um tempo máximo de 15 minutos, tendo o peso total de 65 toneladas. A instituição, entretanto, não informou quando o caminhão será apresentado para a indústria, visto que ainda está em fase de teste. 

Leia mais sobre crise hídrica e energia no Brasil:

Caminhão elétrico da Volvo se aproxima ao desenvolvido pela Tesla Semi

O caminhão elétrico da Volvo está se aproximando do caminhão desenvolvido pela Tesla Semi, que consegue rodar até 800 km, o que é equivalente a 497 milhas nos Estados Unidos. Ele tem um tempo de 30 minutos de carregamento de bateria.

Segundo a multinacional que está desenvolvendo o projeto, é estimado que cada caminhão venha equipado com duas células que permitirão injetar combustível à base de hidrogênio. Isso não quer dizer que eles sejam sustentáveis, visto que uma grande parte do hidrogênio produzido é atualmente advindo de combustíveis fósseis.

A instituição afirma que a sua maior dificuldade, entretanto, será nos Estados Unidos e em países que não contam com tantos pontos de carregamento. Atualmente, o país norte-americano conta com apenas 60 postos na Califórnia que permitem recarregar a bateria. Entretanto, a indústria espera que este valor seja dobrado até o próximo ano. 

Setor de aviação aérea também está investindo 

O setor de aviação aérea também está investindo, consoante a  Airbus, pioneira no ramo, no uso de hidrogênio verde. Para tal, estão criando um motor que funcione tendo o hidrogênio como base, o mesmo deverá ser lançado e anunciado até o ano de 2023. 

Relacionados
Mais recentes