Início Índia precisa de US$ 223 bilhões para atingir as metas de energia renovável até 2030, dependência do carvão deverá cair 53%

Índia precisa de US$ 223 bilhões para atingir as metas de energia renovável até 2030, dependência do carvão deverá cair 53%

junho 22, 2022 às 4:53 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Índia precisa de US$ 223 bilhões para atingir as metas de energia renovável até 2030, dependência do carvão deverá cair 53% - Canva
Energia solar e eólica são investimentos indianos – Canva

A Índia deseja que, até o ano de 2030, metade de toda a sua produção energética seja voltada para fontes renováveis. No entanto, ainda estão longe de bater metade dos seus objetivos anunciados na COP26, em novembro de 2021.

Segundo o jornal New Indian Express, é estimado que a Índia precise de ao menos US$ 224 bilhões em investimentos de outros países para conseguir cumprir com as suas metas climáticas de produção de energia renovável (solar e eólica) até o ano de 2030. Prazo este que muitos países têm para cumprir os acordos previstos no Tratado de Paris para diminuição dos efeitos do aquecimento global. O relatório foi elaborado pela empresa BloombergNEF (BNEF). Logo, poderá diminuir sua dependência do carvão.

A meta estabelecida pelo governo federal é aumentar a capacidade de energia que não seja de origem fóssil para ao menos 500 GW dentro de oito anos. Ou seja, as fontes renováveis, sendo de energia solar e eólica, representariam ao menos metade de todo o fornecimento do país. Essa também é uma forma encontrada pelo Estado para sair da crise energética deixada pelo alto preço de carvão e brent.  “Para atingir essa meta, a Índia precisa aumentar massivamente o financiamento para energias renováveis”, disse o relatório. 

Leia mais sobre crise hídrica e energia no Brasil:

 COP26 em novembro de 2021 e a Índia 

A  COP26 contou com a participação dos indianos e o primeiro-ministro, Modi, afirmou que a previsão era de reduzir as suas emissões de dióxido de carbono em ao menos 45% até o final do ano de 2030 e, além disso, contariam com uma emissão zero até o ano de 2070. No entanto, apesar das promessas realizadas por Modi, as metas ainda estão longe de serem alcançadas e o país precisará de fortes investimentos no setor, inclusive de empresas estrangeiras e multinacionais. 

Apesar disso, um relatório publicado pelo  ‘Financing India’s 2030 Renewables Ambition’, afirma que, se receberem o valor indicado, o país poderá cortar expressivamente a sua emissão em até 86% neste  tempo que possuem para investir em energia renovável. Até o final do ano passado, é estimado que 165 GW de capacidade já tivessem sido instaladas no país. 

Dependência do carvão está prevista para cair 53%

A Autoridade Central de Eletricidade afirma que a dependência do carvão vinda da Índia, caso as suas metas sejam cumpridas, poderá cair em ao menos 53%, o que trará impactos positivos para os cofres públicos em larga escala, principalmente em um contexto onde o valor do carvão está sendo cotado com alta de 105% em apenas um ano. 

 “Até o momento, o crescimento da energia renovável na Índia foi financiado por um conjunto diversificado de financiadores”, afirmou Shantanu Jaiswal. Segundo ele, em seu relatório, as estruturas de dívidas do país aumentaram à medida que surgiram os novos riscos de investimentos a longo prazo. Para tal, as metas ambiciosas para o governo exigem maior ampliação de finanças  e mercados globais. 

Relacionados
Mais recentes