Início Instalações de energia eólica offshore triplicaram no ano passado: em 2006, o número de construções fora da costa era de 90 e passou para 21 mil! Maior parte dos investimentos é na China

Instalações de energia eólica offshore triplicaram no ano passado: em 2006, o número de construções fora da costa era de 90 e passou para 21 mil! Maior parte dos investimentos é na China

junho 29, 2022 às 12:03 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Instalações de energia eólica offshore triplicaram no ano passado: em 2006, o número de construções fora da costa era de 90 e passou para 21 mil! Maior parte dos investimentos é na China - Canva
Maiores investimentos pertencem à China – Fonte: Canva

De acordo com um relatório emitido nesta quarta-feira, 29 de junho, pelo portal Canary Media, é estimado que os projetos de parques eólicos offshore tenham duplicado ano passado, saindo de 6 mil por ano em 2020 e passando a mais de 21 mil! Segundo a instituição, em 2006, que foi quando começaram a arrecadar dados sobre, o número de construções estava em apenas 60. 

Conforme a instituição responsável pelo levantamento, é estimado que os dados tenham números expansivos e ambiciosos dentro de alguns anos, visto que grandes empresas voltadas para óleo e gás começaram a investir efetivamente na produção de energia eólica por intermédio offshore, ou seja, fora da costa. Investimentos em potencial são da China.

No ano passado, os países conectaram uma demanda de  21,1 gigawatts sobre a nova capacidade mundial de produção à rede, afirma o Conselho Global de Energia Eólica (GWEC). A maior parte dos investimentos  ocorrem fora das costas chinesas. A nova taxa de produção mundial faz com que a capacidade cumulativa seja de ao menos 56 gigawatts, tendo aumento de 0,1% sobre as águas americanas. 

“Foi um ano surpreendente para o setor eólico offshore”, disse Ben Backwell, CEO do conselho, em comentários da Conferência do Oceano das Nações Unidas em Lisboa, Portugal.  De acordo com ele, agora é mais que necessário elaborar novas ambições para que investimentos continuem em todo o setor. 

Leia mais sobre crise hídrica e energia no Brasil:

Energia eólica offshore ajudará a desenvolver metas para descarbonização e transição energética para uso de hidrogênio verde 

O relatório publicado pela GWEC conclui que o uso de fontes de energia eólica por intermédio de offshores facilitarão para haver a transição para o uso de energia verde, principalmente para o hidrogênio que vem sendo cada vez mais utilizado em instituições de grande porte, inclusive a Chevron, que recentemente desistiu de um projeto de valor milionário a longo prazo para redução de custos com processamento de petróleo.  

Fonte: Global Wind Energy Council – China

 Uma análise realizada pelo portal BloombergNEF mostra que a produção de energia eólica offshore até o ano de 2035 terá aumento de ao menos dez vezes em relação ao valor tido em 2021, o que representou um grande salto em relação a 2020. De acordo com empresa voltada para a produção de energia limpa, o mundo expandirá a sua capacidade para ao menos 540 gigawatts. 

No Norte da América, a área cresce pouco a pouco: os Estados Unidos contam com 42 megawatts de capacidade, com 11 estados possuindo projetos eólicos offshore. São pequenos parques eólicos que podem ser encontrados perto de Nova York  e Vineyard Wind, fora da costa.

Relacionados
Mais recentes