Início Qual é a origem das placas fotovoltaicas? Veja a história da energia solar

Qual é a origem das placas fotovoltaicas? Veja a história da energia solar

julho 1, 2022 às 5:11 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Qual é a origem das placas fotovoltaicas? Veja a história da energia solar - Fonte da imagem: Pixabay
Fonte da imagem: Pixabay

O Brasil vem realizando investimentos constantes em energia solar e permite que não haja a cobrança de tributos de ICMS até o ano de 2045 para quem instalar em 2022. Investimentos em placas fotovoltaicas mostram-se promissores.

Se você perguntar para qualquer cientista qual é o futuro e história da energia elétrica, você vai ver que a resposta não está ligada a coisas de ficção científica que envolvem palavras como quântico ou atômico, palavras que tem existem no meio científico, mas que foram praticamente sequestradas pela pseudociência e pela ficção. E o mesmo serve para a energia solar e placas fotovoltaicas.

Pelo contrário, a resposta para essa pergunta está em algo mais simples, muito mais grandioso, e do qual já estamos acostumados. Estamos falando é claro do sol, e da energia solar.

Leia mais sobre:

Energia fotovoltaica e a economia

Também chamada de energia fotovoltaica, esse tipo de energia está ganhando cada vez mais destaque no mercado, isso porque cada vez mais as pessoas olham para os benefícios que isso pode trazer.

Primeiramente é claro que existe a vantagem tecnológica, uma vez que a energia não precisa de uma grande estrutura, queima de combustível, água e nem nada do tipo. Apenas a aparelhagem certa e luz solar.

Mas além disso, a grande questão é a economia que isso traz, com casas que passam a utilizar apenas o mínimo da energia tradicional, com a casa toda funcionando graças aos painéis solares.

Mas é claro, se hoje temos tanta modernidade nesse nicho, com empresas modernas como a Solaritima Energia Solar, antes tivemos que estudar muito e a tecnologia passou por diversas modificações. 

E se você está curioso sobre como as coisas começaram e como elas chegaram até aqui, hoje estamos aqui para falar sobre isso, e fazer uma grande retrospectiva de como tudo foi mudando, e a origem das placas fotovoltaicas.

História: Como tudo começou?

Se existe uma pessoa para receber os créditos por ter dado o passo inicial que resultou em toda a tecnologia nessa área que temos hoje, essa pessoa é Alexandre Edmond Becquerel.

O Francês acabou ficando famoso por suas pesquisas na área, principalmente a partir de 1838, Ele foi a pessoa que descobriu o efeito fotovoltaico, e mais tarde o seu trabalho serviria de inspiração para Charles Fritts, a primeira pessoa a inventar a célula fotovoltaica.

A tecnologia seguiu avançando, e Einstein acabou fazendo descobertas que inspiraram outros cientistas pelo mundo, até que finalmente a era moderna da eletricidade solar se deu início, só no ano de 1954.

A partir daquele momento a elaboração do processo de dopagem de silício veio quase que ao mesmo tempo da criação da célula moderna, feita respectivamente por Calvin Fuller e Russell Shoemaker Ohl.

Mas afinal, quando surgiu a energia solar?

Por enquanto passamos apenas pela área da teoria e também pela área das pesquisas, as coisas passaram a esquentar de verdade em 1958, quando os primeiros painéis solares passaram a ser testados.

O já citado Russel Ohl foi o primeiro a patentear o sistema fotovoltaico moderno, que é um modelo é bem parecido com o que usamos até hoje. No entanto, como sempre na história das invenções, tudo é feito em conjunto.

A sua invenção só conseguiu ver a luz do dia graças ao trabalho de Gerald Pearson, Daryl Chapin e do também já citado Calvin Fuller, todos cientistas funcionários do laboratório Bell Labs.

Fuller já havia feito um grande avanço desenvolvendo o processo de dopagem do silício, enquanto que Pearson foi quem conseguiu estabilizar as placas de silício usando de reações químicas, mas ainda faltava alguma coisa.

Foi então que Chapin, que na verdade estava apenas procurando por uma fonte de energia mais eficaz do que uma simples bateria usada em redes telefônicas, recebeu o contato dos outros dois cientistas, e depois de algumas conversas, ele decidiu usar células de silício, o que acabou sendo um sucesso.

A evolução para que temos hoje e a história das placas fotovoltaicas e energia solar

As células de silício ainda eram pequenas comparadas ao tanto de energia que podemos armazenar hoje, mas foi o primeiro passo para uma revolução gigantesca e que fez com que chegássemos aqui.

Para se ter ideia, hoje em dia o sol nem precisa estar ali a todo momento para que a pessoa possa aproveitar da energia produzida por ele. Isso porque podemos já armazenar um número considerado de energia, que consegue energizar os imóveis até que o sol volte, principalmente no Brasil onde o sol está sempre ali presente, independente do estado.

Claro que existem lugares com mais chuva, mas em condições normais não há o problema de ficar sem eletricidade, já que a energia solar armazenada é suficiente para toda casa.

Em resumo, a ciência avançou muito bem nessa área, principalmente se pensarmos que quando tudo começou, as pessoas ainda andavam a cavalo, e a expansão para o velho oeste ainda acontecia.

E felizmente hoje, esse avanço vai ajudar as pessoas a terem um custo de vida mais barato, gastando menos com as contas, e ainda por cima sendo extremamente sustentável, o que é muito bom já que muitas vezes avanços científicos acabam colocando a natureza ainda mais em cheque, mas esse específico vai fazer com que o planeta respire bem melhor.

Relacionados
Mais recentes