Tuesday, 21 de September de 2021

Governo Federal inaugura linha de transmissão que facilitará envio de energia renovável do Nordeste para outras regiões, evitando o uso de hidrelétricas

Governo Federal - energia renovável - Nordeste - hidrelétricas - linhas de transmissão

Com a nova linha de transmissão, a troca de energia renovável entre o Nordeste e demais regiões do país ficará mais viável. De acordo com o Governo Federal, a nova linha de transmissão diminuirá a necessidade do uso de hidrelétricas

No último sábado (11) o Governo Federal inaugurou uma linha de transmissão que facilitará o envio de energia renovável gerada no Nordeste, das usinas eólicas e solares, para as regiões Sudeste e o Centro-Oeste do país, poupando o constante uso das usinas hidrelétricas. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, juntamente com André Pepitone, diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, marcaram presença no evento de inauguração da nova linha de transmissão, que ocorreu em Janaúba, Minas Gerais, as informações oficiais podem ser conferidas no portal da Aneel.

Leia outras noticias relacionadas

Saiba todos os detalhes da nova linha de transmissão do Governo Federal

13.09.2021 – Uma nova linha de transmissão foi inaugurada em Janaúba, Minas Gerais, e vai fortalecer o abastecimento de energia nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.

De acordo com o Governo Federal, este empreendimento da empresa Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) foi entregue com uma antecipação de cinco meses, além de receber um investimento de cerca de R$ 1 bilhão.

A linha de transmissão de energia renovável tem capacidade de transportar em torno de 1,6 mil megawatts (MW), sendo suficiente para o consumo de 5 milhões de pessoas, auxiliando na diminuição do uso das hidrelétricas.

Bento Albuquerque destacou que se sentia orgulhoso por participar de empreendimentos como esse. Ele destacou também a respeito do aumento da geração de energia solar, que nos últimos três anos, cresceu cerca de 200%.

A transmissão de energia renovável da região Nordeste para demais regiões servirá não somente para poupar as hidrelétricas, mas também para aumentar o estímulo do uso de fontes de energia renováveis. O Nordeste é uma das regiões que mais geram e utilizam fontes renováveis.

Transmissão de energia entre o Nordeste e regiões do Sudeste e Centro-Oeste

A linha de transmissão integrará os sistemas de geração de energia elétrica dos estados da Bahia e Minas Gerais. Serão duas linhas de transmissão e três subestações, com um percurso estimado de 542km de extensão.

O diretor na Aneel, André Pepitone falou durante a coletiva do evento que essa linha de transmissão chegou em boa hora, já que o país se encontra numa gravíssima escassez hídrica e altas taxas na conta de energia.

A partir de agora, haverá um aumento em torno de 25% da capacidade de transmissão de energia renovável do Nordeste para o Sudeste, notícia excelente, pois assim será possível poupar de forma mediana o uso das usinas hidrelétricas.

A nova Janaúba é formada por dois trechos: o primeiro, que parte da Subestação (SE) Pirapora 2, até SE Janaúba 3, cerca de 238 km de extensão; e o outro, saindo de Janaúba 3 até SE Bom Jesus da Lapa II, com 304 km de extensão. Ao longo desse trajeto são cerca de 26 travessias, passando por três subestações, sendo Pirapora 2, Janaúba 3 e Bom Jesus da Lapa 2, cada uma com uma tensão máxima de 500 kV.

Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.