Tuesday, 21 de September de 2021

Após investir mais de R$ 6 bilhões em empreendimentos, Pernambuco ganhará sete parques de energia eólica e solar até 2023

investir - energia eólica - energia solar - Pernambuco -

Com a alta incidência solar e eólica, principalmente, nas regiões do Agreste e Sertão, Pernambuco receberá 7 empreendimentos incluindo parques de energia solar e energia eólica após investir mais de R$ 6 bilhões

A energia eólica e a energia solar estão fomentando a instalação de sete parques em diversas cidades pequenas no Sertão e Agreste de Pernambuco. Ao total, o estado pretende investir nos sete empreendimentos cerca de R$ 6 bilhões. Os parques de energia eólica e solar estão previstos para ficarem prontos até 2023.

Leia também

Especialistas informam que o uso de energia eólica e solar são as melhores opções para o Agreste e Sertão de Pernambuco

Grande parte do capital que Pernambuco pretende investir já começou a ser aplicado em obras que estão sendo realizadas em cerca de seis cidades espalhadas pelo Sertão e Agreste do estado, como Tacaratu, Araripina, São José do Belmonte e Ouricuri.

A única cidade que está fora dessa rede e não receberá nenhum dos empreendimentos é Macaparana, na Mata Norte de Pernambuco. A energia eólica e a energia solar são as melhores opções para serem utilizadas no Agreste e Sertão do Estado, segundo especialistas da região.

São diversos os motivos que estão fazendo os empreendimentos se tornarem reais. O primeiro, é que o país está consumindo cada vez mais desse tipo de energia e precisará mais ainda do uso de energias renováveis para obter um retorno na retomada da economia. O segundo fator que contribui para a expansão da geração de energia eólica e energia solar é que algumas empresas pretendem consumir mais das fontes em suas sedes e escritórios.

Obras para a construção dos empreendimentos prometemn gerar centenas de empregos

A Kroma iniciará as obras dos empreendimentos ao lado da norueguesa Scatec. Primeiro será implantado o complexo fotovoltaico São Pedro e São Paulo, em Flores. O projeto da empresa de implantar um parque de energia solar no município tem mais de cinco anos, mas o que também contribuiu para o empreendimento sair do papel foi o fato da empresa já ter vendido, em um leilão de energia em 2019, 30% do que será produzido pelo parque.

Durante a construção do parque de energia solar no município de Pernambuco, serão geradas 600 vagas de emprego. E quando todo o empreendimento, em que o estado pretende investir milhões, entrar em operação serão contratadas 40 pessoas.

Vale ressaltar que serão geradas 100 MW no parque. Entre os maiores empreendimentos de energia solar em que o governo de Pernambuco pretende investir, está o da empresa Solatio, em São José do Belmonte, que poderá receber um investimento de até R$ 3,5 bilhões.

A empresa inaugurou sua primeira usina em Julho, com capacidade de 80 MW. As outras usinas em Belmonte e Bom Nome, tem data prevista para serem concluídas em 2022, com uma capacidade de produzir 810 MW.

Obras para os empreendimentos de energia eólica terão inicio em meados de 2022

A empresa de Pernambuco, Eólica Tecnologia, ao lado da European Energy, uma das maiores da Dinamarca, iniciarão as obras de dois parques eólicos nos municípios de Poção e Macaparana.

Juntos, os empreendimentos totalizam R$ 450 milhões em investimentos e devem entrar em operação no segundo semestre de 2022. A expectativa é que os empreendimentos gerem 150 empregos durante sua fase de construção. A parceria também implantará o parque Boa Hora, que será implantada em Tacaimbó com um investimento de R$ 150 milhões e obras se iniciando em 2022.

Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.