Início Eleições na Colômbia poderão impactar o mercado de energia no Brasil: candidato de esquerda comparada uso de petróleo para produção energética à cocaína e coloca em jogo produção eólica, biomassa e solar

Eleições na Colômbia poderão impactar o mercado de energia no Brasil: candidato de esquerda comparada uso de petróleo para produção energética à cocaína e coloca em jogo produção eólica, biomassa e solar

junho 8, 2022 às 9:26 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Eleições na Colômbia poderão impactar o mercado de energia no Brasil: candidato de esquerda comparada uso de petróleo para produção energética à cocaína e pode colocar em jogo produção eólica, biomassa e solar - Canva
Eleições na Colômbia poderão impactar o mercado de energia no Brasil: candidato de esquerda comparada uso de petróleo para produção energética à cocaína e pode colocar em jogo produção eólica, biomassa e solar – Canva

Assim como no Brasil, neste ano de 2022, estão acontecendo as eleições para o presidente da Colômbia. O candidato de esquerda, Petro, entretanto, pode colocar à prova a produção energética do país ao comparar o uso de carvão e petróleo à cocaína. 

Gustavo Petro, um dos candidatos presidenciais da Colômbia para este ano, afirmou que é contra as indústrias de extração de minerais e uso do petróleo, ainda mais para a produção de energia. Segundo analistas, se for eleito, corre o risco de colocar à prova a garantia energética do país. E, se houver uma diminuição da produção de energia nestes setores e o país não conseguir controlar a necessidade do mercado, é estimado um aumento da inflação exponencial, subindo os preços e acentuamento das desigualdades sociais. 

A Colômbia está na América do Sul e as decisões de paralisar a mineração e exportação de petróleo podem vir a prejudicar as indústrias brasileiras, com o aumento de preços por falta de  produtos importados do mercado regional. Petro afirmou, em entrevista, que as suas três primeiras exportações,  responsáveis por conseguirem manter o Produto Interno Bruto, PIB, são como cocaína:  “Nossas três principais exportações são venenos”.

Leia mais sobre crise hídrica e energia no Brasil:

Economia baseada na agricultura poderia fazer o uso de energia solar, eólica e biomassa? 

O canal do Youtube chamado de TV 247 tem um vídeo que mostra mais sobre as eleições colombianas. O país está fortemente dividido entre esquerda e direita. 

Petro, um dos candidatos para a presidência, afirmou que a agricultura do país será voltada para a agronomia. Desta  forma, poderia haver a produção energética mais sustentável e renovável, com o uso da biomassa, energia solar e eólica. 

De acordo com o candidato, um dos primeiros projetos que fará quando for eleito, é interromper imediatamente as minas que estão a céu aberto e, também, as explorações de hidrocarbonetos. Afinal, pretende começar um processo investigativo nas empresas que possuem contratos com petróleo e gás no país, que são acusadas de operações ilegais. 

O candidato já contou com ao menos 40% de todos os votos durante o primeiro turno. E, por enquanto, o mesmo está a três pontos atrás de Hernandez. O segundo turno está  previsto para continuar ainda neste mês de junho. 

Apesar das promessas realizadas contra a  exportação de petróleo, alguns analistas acreditam que a economia colombiana estava tão centralizada nestes produtos, que, se o governo tentar barrar, poderá sofrer forte recessão e estagnação do desenvolvimento. Juntos, tanto a mineração quanto o uso do petróleo,  estão oferecendo mais da metade de todas as exportações, além de compor cerca de 8% do valor do Produto Interno Bruto (PIB). 

Relacionados
Mais recentes