Tuesday, 21 de September de 2021

Com a aprovação do marco regulatório, haverá um aumento de 100% em busca por energia solar e instalações de painéis fotovoltaicos, gerando novas vagas de emprego nesta importante fonte de energia renovável brasileira

Caso o Senado aprove o marco regulatório, os próximos meses a energia solar estará em alta, resultando uma demanda de painéis fotovoltaicos e dando oportunidades para que vagas de emprego possam surgir

Caso o Senado aprove o marco regulatório, os próximos meses a energia solar estará em alta, resultando uma demanda de painéis fotovoltaicos e dando oportunidades para que vagas de emprego possam surgir.

Nesta última sexta-feira, (20), o Sindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia-CE), revelou por meio de seu diretor, Hanter Pessoa, que após a aprovação do marco regulatório da geração de energia distribuída, a demanda por painéis fotovoltaicos deverá dobrar nos próximos meses. Uma notícia bastante positiva para o meio ambiente e para as empresas que atuam no setor de energia solar. Que, com essa aprovação, passarão a lucrar e produzir cerca de 100% a mais dos resultados que estão obtendo atualmente.

Confira outros artigos:

Como o marco regulatório poderá contribuir para o aumento da energia solar e na produção dos painéis fotovoltaicos?

O marco regulatório vem sendo uma temática bastante discutida no decorrer dos últimos dias. Sua aprovação ocorreu na última quarta-feira, (18), pela Câmara dos Deputados. Desde então, as comemorações são feitas tanto pelas empresas que atuam com energia solar, quanto para quem vai adquirir os painéis fotovoltaicos. Após o primeiro ano que estiver em vigor, as vendas terão crescimento de 100%.

De acordo com Hanter Pessoa, as buscas por esse tipo de energia limpa irão impulsionar bastante as vendas. Agora, a proposta do marco regulatório será discutida pelo Senado e caso venha a ser aprovado sem nenhuma alteração, as pessoas que optarem por adquirir seus painéis solares, será beneficiado com um período de carência equivalente há 12 meses.

Com isso, tais pessoas serão enquadradas nas regras que estão em atuação nesse momento. Onde não irão precisar pagar a taxa estipulada para as distribuidoras, pelo uso da rede. No entanto, a preocupação é que, com o aumento na demanda, surjam novas e despreparadas empresas no setor de energia solar, que vendam as placas fotovoltaicas por um valor mais baixo e consigam atrair mais clientes.

Portanto, quando optar por comprar os painéis fotovoltaicos, busque uma empresa que tenha experiência no mercado. afinal, caso sejam mal instaladas, as placas poderão não funcionar corretamente ou talvez, terem uma durabilidade menor. Dessa forma, o marco regulatório pode ser positivo, assim como, vir a ser uma porta de entrada para novas empresas na área.

Como ficarão as vagas de emprego com essa nova expectativa de vendas?

Para Hanter, “aposto que as vendas cresçam em 100%. Quanto mais próximo do limite ao modelo anterior, maior a tendência de aumento no consumo, podendo haver até a possibilidade de falta de equipamento. Estamos preocupados com isso e aconselhando os consumidores não deixarem para os últimos meses para não correr o risco de ficarem sem”.

Com a alta demanda, as empresas terão de contratar uma maior quantidade de funcionários, para que possam atender e suprir todos que estão buscando por economia e energia solar para sua casa ou empreendimento. Entretanto, as novas vagas de emprego que possam vir a surgir posteriormente, requer que as pessoas contratadas sejam profissionais na área.

Afinal, os painéis fotovoltaicos possuem uma tensão maior que as tomadas de residências. Dessa forma, caso a empresa não tenha funcionários preparados, a má instalação fará com que um incêndio possa ocorrer no telhado das casas onde a instalação foi feita. Antes mesmo de procurar saber um pouco mais acerca dos valores, as pessoas tendem a fazer suposições quanto aos valores para obter uma energia solar em casa.

No entanto, com o avanço tecnológico, houve um barateamento no setor. Portanto, com uma economia e uma boa pesquisa, é possível fechar um negócio bom, que caiba dentro do seu orçamento, mas que venha de uma empresa com profissionais de qualidade, bem como, os painéis fotovoltaicos. Assim, o marco regulatório irá ser uma via de mão-dupla, gerando novas vagas de emprego, e aumento de vendas para empresas de energia solar.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.