Início Carros do futuro: projetos do Senado buscam acelerar uso de veículos elétricos

Carros do futuro: projetos do Senado buscam acelerar uso de veículos elétricos

julho 13, 2022 às 3:43 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
veículos elétricos
Veículos elétricos (Reprodução: divulgação)

Você já deve ter ouvido falar sobre os veículos elétricos, esses carros do futuro agora fazem parte de um projeto do Senado que acelerará o uso dos veículos elétricos.

Além do mais, esses ajudam na sustentabilidade dos transportes, bem como reduzem o uso do petróleo pela população como combustível.

Portanto, imagine que você possui um carro elétrico. Desse modo, você não precisará mais depender de postos de gasolina para dar combustível ao seu veículo. No lugar, você precisará de postos de cargas, que nada mais são do que tomadas no lugar de bombas. Logo, basta conectar o seu veículo às tomadas e a bateria começará a ser carregada.

Bom, embora no Brasil ainda tenham poucos carros elétricos em circulação, a cada dia que passa a cena se torna mais comum. Além disso, essa nova modalidade de veículos é uma forma de driblar o gasto com os altos valores dos combustíveis em postos de gasolina. Portanto, você não ficará dependente do petróleo.

Bem como, os veículos elétricos ajudam de maneira significativa a diminuir o uso de combustíveis fósseis e a contribuir para a redução do impacto ambiental que esses combustíveis causam no meio ambiente. É uma saída para a preocupação mundial sobre o possível esgotamento das fontes de petróleo.

Veja mais informações sobre o novo projeto do Senado

Como no Brasil o uso de veículos elétricos ainda é pequeno. O Senado viu o projeto como uma oportunidade para expandir e acelerar esse mercado. Logo, a proposta conta com medidas para a diminuição dos impostos para os eletrificados. Bem como, medidas para desacelerar a produção e a venda dos veículos que se alimentam de combustíveis fósseis.

Desse modo, o projeto pretende acelerar e aumentar a produção e a vendas de veículos elétricos, do mesmo modo, reduzir o número de novos veículos com combustíveis comuns a chegar ao mercado brasileiro. Além disso, a proposta conta com a instituição de postos de recarga elétrica e verba para que sejam realizadas pesquisas para o desenvolvimento do setor.

Alguns projetos experimentais já estão sendo colocados em prática. Entre eles, táxis elétricos na cidade do Rio de Janeiro. Além do mais, na Alemanha já é possível observar que 25% de todos os veículos são da categoria dos elétricos. Ademais, no país é mais comum ver veículos elétricos sendo carregados na rua.

A crescente onda de veículos elétricos no país

Atualmente no Brasil, apenas 2,2% dos veículos novos licenciados em 2021 fazem parte de modelos 100% elétricos e híbridos. Desse modo, embora o número seja baixo, a tendência é de que com o tempo ele aumente. Além do mais, segundo informações passadas pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), no ano de 2021 o Brasil teve quase 35 mil veículos elétricos vendidos.

EDF combinará energia eólica offshore e hidrogênio verde no Brasil.

Este número de vendas de veículos elétricos no ano de 2021 indicou um ótimo aumento quando comparado ao ano de 2020, que não chegou nem a 20 mil unidades. Logo, no ano de 2021 houve um aumento no número de vendas de 77%. Um grande avanço quando comparado ao ano de 2017 em que o número de veículos elétricos vendidos no Brasil foi um pouco mais que 3 mil unidades.

Portanto, de acordo com os dados de venda e fabricação de veículos elétricos no Brasil obtidos a cada ano, a quantidade de participação deles na sociedade vem crescendo a cada ano. Logo, em poucos anos teremos uma boa porcentagem desses veículos sendo comercializados apesar de ainda estarmos distantes da média mundial, que é de 9%. Um dos impasses do aumento acelerado é o alto valor dos veículos elétricos no Brasil.

Relacionados
Mais recentes