Início Rio Grande do Sul assina memorando de entendimento com Enerfín com foco nas energias renováveis para projeto de produção de hidrogênio verde no estado

Rio Grande do Sul assina memorando de entendimento com Enerfín com foco nas energias renováveis para projeto de produção de hidrogênio verde no estado

março 30, 2022 às 1:08 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Em uma parceria com a Enerfín, o governo do Rio Grande do Sul busca expandir a matriz energética com foco nas energias renováveis e o projeto de produção de hidrogênio verde será essencial para o futuro do setor
Em uma parceria com a Enerfín, o governo do Rio Grande do Sul busca expandir a matriz energética com foco nas energias renováveis e o projeto de produção de hidrogênio verde será essencial para o futuro do setor. Fonte: Divulgação

Em uma parceria com a Enerfín, o governo do Rio Grande do Sul busca expandir a matriz energética com foco nas energias renováveis e o projeto de produção de hidrogênio verde será essencial para o futuro do setor

O governo do Rio Grande do Sul realizou a assinatura de um memorando de entendimento com a companhia Enerfín durante a última quinta-feira, (24/03), para expandir a sua produção de energias renováveis nos próximos anos. Assim, será realizado um projeto para a construção de uma planta de produção do hidrogênio verde junto à empresa na região.

Veja também:

Planta de produção de hidrogênio verde será construída no Rio Grande do Sul, após assinatura de memorando de entendimento, com foco nas energias renováveis, com a empresa Enerfín

O estado do Rio Grande do Sul possui um alto potencial para a produção de energias renováveis e, nos últimos anos, vem buscando investir cada vez mais nessa geração e atrair novos olhares para a sustentabilidade dentro do estado. Assim, em busca de expandir essa presença dentro da sua matriz energética, o governo do estado assinou um memorando de entendimento com a companhia do ramo energético Enerfín, para a construção de uma planta de produção de hidrogênio verde. 

A área mais provável de receber a planta da Enerfín até o momento é o porto do Rio Grande, em Rio Grande, o maior distrito industrial do RS, com 2.580 hectares, retroáreas disponíveis, posição estratégica e privilegiada, que apresenta sinergia com cadeias produtivas. Além disso, o local possui uma logística privilegiada para o escoamento da produção, uma vez que consegue realizar operações com navios de grande porte, essencial para a comercialização do hidrogênio verde excedente com outras nações nos próximos anos. 

A reunião de assinatura do memorando de entendimento contou com a presença do governador Eduardo Leite, dos secretários Artur Lemos (Casa Civil), Guilherme Souza (adjunto do Meio Ambiente e Infraestrutura) e Edson Brum (Desenvolvimento Econômico). Além disso, também estiveram presentes na reunião o diretor de Portos Interiores da Portos RS, Bruno Almeida, e o diretor de novos negócios da Enerfín para a América Latina, Marco Antônio Morales. Com isso, o estado do Rio Grande do Sul avança de forma significativa para expandir a produção de energias renováveis por todo o estado. 

Governo do estado do Rio Grande do Sul comemora mais um projeto de energias renováveis que será realizado no estado nos próximos anos

Após anos investindo na produção de energias renováveis como forma de trazer mais sustentabilidade para o abastecimento do estado, o Rio Grande do Sul já opera com mais de 80% da energia de matriz renovável, sendo cerca de 20% de energia eólica, e ainda possui uma grande margem de expansão da capacidade instalada na região. Agora, o governo do estado pretende investir em novas fontes renováveis para tornar a matriz energética ainda mais diversificada em relação a essa geração. 

Assim, o governador Eduardo Leite comemorou a assinatura do empreendimento e afirmou que “A assinatura deste memorando é um gesto em direção ao futuro. O porto disponível, o potencial eólico, as nossas indústrias e também os usos diversos que o hidrogênio e a amônia podem ter em outras atividades, como a indústria de fertilizantes, dão ao nosso Estado uma oportunidade diferenciada em termos de produção de hidrogênio verde perante outros Estados. E é na busca de mostrarmos e termos a comprovação dessa capacidade que estamos assinando esse memorando de entendimento para que possamos desenvolver, juntos, estudos e projetos nessa direção”.

Agora, a administração do estado, em parceria com a Enerfín, dará continuidade ao projeto em busca do licenciamento ambiental necessário para o início das obras de construção da planta e espera que os próximos anos sejam essenciais para a aceleração desse processo.

Relacionados
Mais recentes