Início Porto de Suape continua buscando investimentos para energias renováveis e irá fazer chamada pública para a Qair apresentar o projeto da usina de hidrogênio verde

Porto de Suape continua buscando investimentos para energias renováveis e irá fazer chamada pública para a Qair apresentar o projeto da usina de hidrogênio verde

março 28, 2022 às 10:03 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Visando ainda mais investimentos para o segmento das energias renováveis, o Porto de Suape irá abrir uma chamada pública para a francesa Qair apresentar o seu projeto de construção da usina de hidrogênio verde no estado
Visando ainda mais investimentos para o segmento das energias renováveis, o Porto de Suape irá abrir uma chamada pública para a francesa Qair apresentar o seu projeto de construção da usina de hidrogênio verde no estado. Fonte: Suape/Divulgação

Visando ainda mais investimentos para o segmento das energias renováveis, o Porto de Suape irá abrir uma chamada pública para a francesa Qair apresentar o seu projeto de construção da usina de hidrogênio verde no estado

Nos últimos dias, o Porto de Suape comentou sobre os seus esforços para atrair investimentos para as energias renováveis no complexo e sobre o seu plano com a companhia Qair. Sobre a parceria, o que se sabe até essa segunda-feira, (28/03), é que o porto irá abrir chamada para a apresentação do projeto de instalação da usina de hidrogênio verde que a companhia francesa quer realizar no estado cearense durante os próximos anos.

Leia também:

Francesa Qair irá apresentar projeto de construção de usina de hidrogênio verde no Ceará após chamada pública do Porto de Suape para acelerar a parceria 

O Porto de Suape afirmou que, durante os próximos dias, vai abrir uma chamada pública para que a francesa Qair apresente oficialmente o projeto de instalação de uma usina produtora de hidrogênio verde no estado. A companhia assinou um memorando de entendimento com o governo do estado para que pudesse realizar a construção de uma usina de hidrogênio verde no complexo portuário, com investimentos previstos na casa dos R$ 20 bilhões para aproveitar o potencial de geração do estado. 

Assim, o presidente do Porto de Suape, Roberto Gusmão, comentou sobre os próximos passos dados pelo complexo para atrair novos investimentos para o local e como a chamada pública para a companhia francesa será importante nesse processo. O executivo ainda destacou que “Os passos agora são para definição de área em que eles pretendem elaborar o projeto. Eles vão apresentar ao Suape um cronograma de realização, estudos técnicos mais especializados, o projeto básico da planta, e de onde virá a energia utilizada”.

A chamada pública para a apresentação do projeto de construção da usina de hidrogênio verde no estado é o primeiro passo para acelerar todo o processo da parceria com a francesa. Assim, o Porto de Suape espera o  lançamento da pedra fundamental do projeto em 2023 e o início da operação está previsto para 2026. O projeto terá um total de 4 fases até chegar ao estágio final, no qual espera atingir uma produção de 480 milhões de toneladas de hidrogênio verde ao ano, para atender parte da demanda do mercado europeu pelo energético.

Porto de Suape continua buscando novos investimentos para as energias renováveis no mercado nacional e parceria com a Qair é mais um passo dado para essa iniciativa

Junto ao projeto de construção da usina de hidrogênio verde no estado de Pernambuco, o Porto de Suape está buscando mais investimentos para as energias renováveis dentro do complexo, incluindo uma fonte que irá abastecer as operações da francesa. Assim, o a administração do porto vem trabalhando junto à Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adeppe), no mapeamento de possíveis áreas para instalação de parques eólicos e solares que irão abastecer a planta da Qair.

Isso acontece pois, ao contrário de outros complexos portuários nacionais, que contam com projetos de instalação de energia eólica offshore no entorno das operações, o Porto de Suape precisa encontrar novas alternativas para o abastecimento da produção. Apesar disso, o porto afirmou que conseguirá encontrar uma parceria que não precise, necessariamente, estar com a produção em um local muito próximo à produção da francesa Qair. 

Agora, o Porto de Suape concentra seus esforços para garantir o licenciamento ambiental necessário para que o projeto de construção da usina de hidrogênio verde consiga ser acelerado e, até o final do ano de 2023, a francesa Qair possa iniciar as construções no estado do Ceará, beneficiando toda a cadeia produtiva da região.

Relacionados
Mais recentes