Início Aparecida de Goiânia faz audiência para apresentar projeto de construção de usina de energia solar fotovoltaica na região para aproveitar o potencial de produção

Aparecida de Goiânia faz audiência para apresentar projeto de construção de usina de energia solar fotovoltaica na região para aproveitar o potencial de produção

março 28, 2022 às 4:17 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A prefeitura de Aparecida de Goiânia realizou uma audiência pública e apresentou a proposta de desenvolvimento do projeto de construção de uma usina de energia solar fotovoltaica na cidade
A prefeitura de Aparecida de Goiânia realizou uma audiência pública e apresentou a proposta de desenvolvimento do projeto de construção de uma usina de energia solar fotovoltaica na cidade. Fonte: Pixabay

A prefeitura de Aparecida de Goiânia realizou uma audiência pública e apresentou a proposta de desenvolvimento do projeto de construção de uma usina de energia solar fotovoltaica na cidade

Visando garantir mais sustentabilidade e economia dentro da cidade, a prefeitura de Aparecida de Goiânia realizou uma audiência pública nos últimos dias, para discutir um novo projeto de energia limpa. Até essa segunda-feira, (28/03), a iniciativa tem como objetivo: realizar a construção de uma usina de energia solar fotovoltaica por meio de uma parceria público-privada para garantir um bom aproveitamento do potencial de produção dessa região.

Leia também:

Audiência pública em Aparecida de Goiânia debate sobre possível projeto de energia solar fotovoltaica que poderá ser realizado na cidade após a aprovação da iniciativa

A produção de energias renováveis no Brasil está sendo cada vez mais expandida e novos municípios vêm aderindo a essa iniciativa como forma de garantir mais economia com a energia elétrica e mais sustentabilidade dentro das operações. Assim, a prefeitura da cidade de Aparecida de Goiânia realizou uma audiência pública com o intuito de discutir um projeto de construção de uma usina de energia solar fotovoltaica durante os próximos anos na região, para o abastecimento da cidade. 

O evento foi realizado no Espaço Multiuso da Cidade Administrativa Maguito Vilela e estiveram presentes na audiência pública secretários municipais, empresários, vereadores e membros da sociedade civil organizada. Além disso, a companhia  Drª Sol Soluções em Energia apresentou prévia do projeto e esclareceu dúvidas técnicas dos presentes, bem como destacou os benefícios e quais são os principais pontos positivos que a construção de uma usina de energia solar iria trazer para a cidade durante os próximos anos. 

Assim, o secretário da Fazenda, André Rosa, comentou sobre o projeto e destacou que “Essa iniciativa está inserida dentro do projeto Cidade Inteligente. Uma cidade inteligente não é apenas computador e fibra óptica. A construção das usinas de geração de energia vai beneficiar a administração municipal e também toda cidade, inclusive, o setor produtivo que demanda muita energia”. Já a secretária executiva de Parcerias, Naira Andrade, falou sobre o prazo previsto pela prefeitura de iniciar a construção 120 após a licitação para o projeto e afirmou: “Nossa expectativa é terminar o processo licitatório até o final do ano e iniciar a execução já no início de 2023”.

Representantes do setor energético comentam sobre benefícios da construção de uma usina de energia solar fotovoltaica na região de Aparecida de Goiânia

A construção da usina de energia solar fotovoltaica irá demandar de uma área de aproximadamente 100 mil m² e o local da instalação será definido posteriormente, conforme disponibilidade de áreas públicas na cidade, para garantir uma melhor localização de acordo com os critérios de avaliação. Assim, a companhia Drª Sol Soluções em Energia ficará responsável pelos principais pontos do projeto, incluindo a administração da produção de energia solar após a finalização do projeto. 

Entre os principais benefícios da instalação dessa usina, a economia nos gastos com energia elétrica é o principal, uma vez que a companhia prevê que R$ 150 mil serão economizados mensalmente, calculados através do desconto mínimo exigido no edital, enquanto a economia anual deve ser de R$ 1,8 milhões. Assim, durante os próximos 20 anos, de acordo com o edital, esse será o desconto mínimo, mas a prefeitura ainda conseguirá economizar ainda mais com a expansão da produção. 

Além disso, o compromisso com a sustentabilidade e com a minimização dos impactos ambientais também foi bastante discutido dentro da audiência pública, uma vez que a construção de uma usina de energia solar fotovoltaica irá contribuir para a redução de CO2 na atmosfera, além de produzir esse recurso de forma totalmente sustentável.

Relacionados
Mais recentes