Início Governo do Rio Grande do Sul prevê dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos para geração de Energia Renovável

Governo do Rio Grande do Sul prevê dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos para geração de Energia Renovável

janeiro 5, 2022 às 1:50 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Governo do Rio Grande do Sul estuda possibilidade de produzir energia renovável e com mais sustentabilidade construindo dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos
Governo do Rio Grande do Sul estuda possibilidade de produzir energia renovável e com mais sustentabilidade construindo dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos. Fonte: Freepik

O governo do Rio Grande do Sul está estudando a possibilidade de produzir energia renovável e com mais sustentabilidade construindo dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos

Durante esta última segunda-feira, (03/01), o governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), lançou a consulta pública para os estudos e novas soluções para a criação de dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos, visando a produção de uma energia renovável e o desenvolvimento do estado com mais sustentabilidade.

Confira outros artigos relacionados:

Consulta pública para parques eólicos na Laguna dos Patos é lançada pelo governo do Rio Grande do sul 

O governo do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), anunciou nesta última segunda-feira o lançamento da consulta pública para o futuro edital que irá ocorrer visando novas soluções para a criação de dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos. A população da região pode acessar ESSE LINK AQUI e contribuir com soluções de sustentabilidade viáveis para que a produção de energia renovável por meio dos parques eólicos possa acontecer como o previsto nos próximos anos. 

O secretário Luiz Henrique Viana destaca o compromisso do projeto com a COP26 e afirma: “A partir da concessão, o interessado fará o uso do território e, mediante licenciamento ambiental, poderá instalar os aerogeradores, o que vai ao encontro das premissas de geração de energia limpa, colaborando para a redução da emissão de gases de efeito estufa, uma das metas assumidas na COP26. Além de colaborar com a ampliação da matriz de geração da energia elétrica, também contribui para o desenvolvimento sustentável e econômico do Estado”.

A iniciativa da consulta pública que está sendo realizada por meio do site do governo do Rio Grande do Sul tem como objetivo principal, obter a participação da população nesse projeto de sustentabilidade, uma vez que eles serão os principais beneficiados com a construção dos dois parques eólicos na região da Laguna dos Patos.

Edital de construção dos parques eólicos na Laguna dos Patos deverá ser publicado ainda em 2022 e Governo do estado está otimista com projeto de Energia Renovável

O principal objetivo da concessão dos espaços da Laguna dos Patos para o desenvolvimento dos dois parques eólicos previstos no local é garantir um futuro com mais sustentabilidade para o estado do Rio Grande do Sul e conseguir novos olhares para a produção de energia renovável na região. Assim, o governo do estado está alinhado com a COP26 e a agenda ambiental para o ano de 2022, visando contribuir ao máximo com soluções de médio e longo prazo para o desenvolvimento sustentável do estado. 

Além disso, o objeto da concessão contará com a possibilidade de instalar aerogeradores em dois lotes da Laguna dos Patos, no Lote Norte e no Lote Sul e o edital está previsto para ser publicado ainda no ano de 2022, por volta do mês de fevereiro, como forma de adiantar os processos e conseguir acelerar o projeto. Apesar da iniciativa prever que a área objeto da concessão será explorada pela concessionária, o poder público fiscalizará toda a prestação do serviço, que deverá atender a indicadores de desempenho, exigindo qualidade para os usuários e sustentabilidade socioambiental.

O coordenador setorial da Procuradoria-Geral do Estado na SEMA, Juliano Heinen, também estava presente durante a anunciação do projeto e destacou a importância para o desenvolvimento da energia renovável no estado. Agora, o governo aguarda uma audiência pública para o dia 21 de janeiro para mais discussões sobre o tema.

Relacionados
Mais recentes