Início Energia solar atinge nova marca histórica em território brasileiro e conta com 13 GW de capacidade instalada

Energia solar atinge nova marca histórica em território brasileiro e conta com 13 GW de capacidade instalada

janeiro 10, 2022 às 10:42 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Projetos voltados à energia solar no Brasil atingiram a marca de 13 GW de capacidade instalada de energia renovável, por meio de painéis fotovoltaicos
Projetos voltados à energia solar no Brasil atingiram a marca de 13 GW de capacidade instalada de energia renovável, por meio de painéis fotovoltaicos. Fonte: Pixabay

Os projetos voltados à energia solar estão em constante crescimento e o país atingiu a marca de 13 GW de capacidade instalada dessa fonte de energia renovável, por meio de painéis fotovoltaicos

Durante esta última terça-feira, (04/01), a Agência Nacional de Energia Elétrica divulgou dados acerca dos painéis fotovoltaicos e da produção de energia renovável a partir deles no Brasil. Também afirmou que o país atingiu a marca histórica de 13 GW de capacidade instalada em energia solar, com o desenvolvimento de projetos que serão um grande passo para a sustentabilidade no futuro do território.

Não deixe de conferir:

Brasil atinge marca histórica de 13 GW de capacidade instalada com projetos de energia solar já no ano de 2022

O grande potencial do território brasileiro para a produção de energia renovável já é bastante reconhecido no mercado global, graças à posição favorável para essa produção. Agora, a Agência Nacional de Energia Elétrica anunciou novos dados sobre a energia solar no país e divulgou que o Brasil atingiu a marca de 13 GW de capacidade instalada em painéis fotovoltaicos em grandes usinas e em sistemas de pequeno e médio portes instalados em telhados, fachadas e terrenos.

O recorde é fruto de longos investimentos na produção desse tipo de energia renovável e novos incentivos à geração de energia solar no Brasil, além de reforçar o grande crescimento desse segmento no país, que expandiu cerca de 160% em menos de dois anos, saltando de 5 GW em abril de 2020 para os atuais 13 GW. Assim, o mercado brasileiro segue sendo um dos que mais produzem energia solar em todo o planeta e pretende continuar nessa liderança durante os próximos anos. 

Assim, o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) comentou sobre as expectativas do segmento até o ano de 2025 e destacou que “Com a consideração das usinas com o Contrato de Uso do Sistema de Transmissão (CUST) assinado e pareceres de acesso válidos ou em andamento no ONS, o montante de geração renovável chega a valores de 52,4 GW, sendo que a maior parcela da diferença, cerca de 13,2 GW, são de plantas solares”.

Projetos de energia solar foram responsáveis por atrair R$ 61,6 bilhões em investimentos somente nos últimos 10 anos no Brasil

A expressividade da produção de energia solar no mercado brasileiro segue em alta e os dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) apontam que, em menos de 10 anos, a fonte já foi responsável por trazer ao país mais de R$ 61,6 bilhões em novos investimentos. Além disso, o setor também foi responsável por cerca de R$ 15,7 bilhões em arrecadação aos cofres públicos e mais de 360 mil empregos acumulados, uma presença expressiva no desenvolvimento do país em relação a diversos outros setores. 

Além disso, a produção de energia a partir dessa fonte também foi responsável por evitar a emissão de 13,6 milhões de toneladas de CO² na atmosfera desde 2012, quando houve a criação da Resolução 482 (Resolução Normativa nº 482/2012), o documento que definiu regras para que o consumidor brasileiro pudesse gerar a sua própria energia, conectada à rede de distribuição. Isso faz com que o Brasil seja um dos grandes contribuintes com a agenda ambiental e o compromisso com a redução dos impactos causados por gases como o dióxido de carbono. 

A ABSOLAR também destaca a importância dessa energia renovável para o desenvolvimento socioeconômico do território brasileiro, já que ela contribui para diversificar o suprimento de energia elétrica, reduzir a pressão que é exercida sobre os recursos hídricos e ainda evita o risco de mais aumentos na conta de luz da população.

Relacionados
Mais recentes