Início CESP inicia produção de energia renovável com a sua usina que utiliza a tecnologia termossolar no estado de São Paulo, em busca de mais sustentabilidade

CESP inicia produção de energia renovável com a sua usina que utiliza a tecnologia termossolar no estado de São Paulo, em busca de mais sustentabilidade

março 24, 2022 às 11:29 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Regulada pela ANEEL, a usina termossolar da CESP entrou em operação nesta semana e agora é a responsável por abastecer parte da companhia com uma produção de energia renovável para garantir mais sustentabilidade na distribuição de energia
Regulada pela ANEEL, a usina termossolar da CESP entrou em operação nesta semana e agora é a responsável por abastecer parte da companhia com uma produção de energia renovável para garantir mais sustentabilidade na distribuição de energia. Fonte: Divulgação

Regulada pela ANEEL, a usina termossolar da CESP entrou em operação nesta semana e agora é a responsável por abastecer parte da companhia com uma produção de energia renovável para garantir mais sustentabilidade na distribuição de energia

A CESP (Companhia Energética de São Paulo), iniciou nesta última segunda-feira, (21/03), a operação da sua usina termossolar localizada no Complexo de Energias Alternativas Renováveis da UHE Porto Primavera, em Rosana. Assim, a companhia vai em busca de mais sustentabilidade e começa a abastecer boa parte da sua distribuição energética com a produção de energia renovável e totalmente limpa.

Confira:

Usina termossolar da CESP entra em operação no Complexo de Energias Alternativas Renováveis e passa a iniciar a produção de energia renovável para a companhia 

Visando garantir uma sustentabilidade maior dentro da sua distribuição de energia elétrica para a população paulista, a CESP iniciou as operações da sua usina termossolar localizada no Complexo de Energias Alternativas Renováveis da UHE Porto Primavera, em Rosana, estado de São Paulo. Todo o projeto foi realizado pela companhia no âmbito do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento do Setor de Energia Elétrica, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) por meio da Chamada 019/2015 e faz parte da iniciativa de sustentabilidade para o estado paulista. 

Fizeram parte do desenvolvimento e da construção da usina termossolar o Institutos Lactec, Eudora Energia, MRTS Consultoria e MFAP Consultoria, todos em parceria com a CESP e o governo do estado de São Paulo, para garantir novos olhares para a produção de energia renovável a partir da tecnologia termossolar. Além disso, todo o projeto está sendo desenvolvido desde  janeiro de 2017 e recebeu R$ 57 milhões em investimentos aplicados para a construção, estudos e demais fases da implantação da usina termossolar.

A planta é a pioneira no estado de São Paulo e servirá como o grande incentivo para que novos projetos voltados para a produção de energia renovável a partir da tecnologia termossolar sejam desenvolvidos. A capacidade instalada do local é de 0,5 MW, o equivalente para atender a 360 residências de consumo médio em torno de 180 kWh/mês, e o suficiente para abastecer parte da distribuição da CESP. Essa iniciativa fará com que o estado de São Paulo abra os olhares para esse tipo de produção, antes não considerada para a região. 

Produção de energia renovável a partir da tecnologia termossolar conta com diversos benefícios e garante mais sustentabilidade no abastecimento de energia elétrica

Entre as diversas vantagens da energia termossolar em relação a outros tipos é a possibilidade de armazenamento de calor e utilização em momentos de maior interesse para o sistema elétrico, o que é dificilmente controlado em sistemas de energia solar fotovoltaica. Assim, um controle maior do armazenamento e da distribuição energética fazem com que a garantia de um bom abastecimento seja o principal diferencial dessa tecnologia e foi o ponto central para o desenvolvimento da usina termossolar. 

Além disso, Luis Paschoalotto, gerente de Engenharia de Operação e Manutenção da CESP, comentou que “A fonte termossolar tem potencial importante para geração de energia elétrica no Brasil pois agrega uma fonte renovável a atributos importantes para a gestão do Sistema Interligado Nacional como a capacidade de controle da produção e a inércia associada às máquinas rotativas. O calor produzido também pode ser aproveitado em outros processos industriais, como em processos de cogeração, e a produção de energia também pode ser associada à produção de energia elétrica a partir de outro tipo de fonte, no modelo híbrido”.

Agora, a CESP irá iniciar o aproveitamento da produção de energia renovável a partir dessa usina e visa expandir ainda mais o debate sobre a sustentabilidade dentro da distribuição de energia elétrica por todo o estado de São Paulo.

Relacionados
Mais recentes