Saturday, 04 de December de 2021

AES Brasil assina contrato com a Alcoa para fornecimento de energia renovável

A AES Brasil e a Alcoa fecharam um contrato em dólar para o fornecimento de energia renovável visando um desenvolvimento mais sustentável

A AES Brasil e a Alcoa fecharam um contrato em dólar para o fornecimento de energia renovável visando um desenvolvimento mais sustentável

Durante esta última segunda-feira, (08/11), a AES Brasil e a Alcoa anunciaram um contrato assinado entre as empresas para o fornecimento de energia renovável por 15 anos, que irá começar durante o ano de 2024. O acordo visa dar suporte à Alcoa na retomada de alguns projetos da empresa, bem como a produção de alumínio, de forma mais sustentável e com menos impactos ao meio ambiente.

Notícias que talvez possam lhe interessar:

Parceria para fornecimento de energia renovável entre a AES Brasil e a Alcoa tem previsão para 15 anos 

O contrato fechado entre a AES Brasil e a Alcoa para o fornecimento de energia renovável tem previsão para início no ano de 2024 e deve durar cerca de 15 anos contínuos, o que pode beneficiar bastante a Alcoa nos seus projetos. A iniciativa prevê o suporte energético para a retomada de diversos projetos que a empresa teria suspendido, assim como a produção de alumínio na região do Maranhão. 

A presidente da AES Brasil, Clarissa Sadock, comenta acerca do novo modelo de contrato que a empresa vem fazendo com outras companhias e como ele pode ser benéfico para ambas. A executiva também afirmou, em relação aos objetivos do contrato a longo prazo, que a AES Brasil pretende, com isso, “Entregar um produto tailor made aumenta o valor percebido pelo cliente e conseguimos, assim, gerar maiores retornos para o nosso investimento”.

A AES Brasil já havia feito contratos a longo prazo para o fornecimento de energia anteriormente e a Alcoa não é a única a perceber os benefícios que essa parceria pode gerar no futuro. A empresa já havia feito um contrato com a Unipar, no qual é sócia em Tucano para a produção própria de energia, bem como a BRF, sócia em Cajuína, que deve iniciar a construção do parque ainda no restante de 2021 e começar as operações em 2024. Assim, a companhia vem se concretizando no mercado nacional com esses acordos. 

Contrato com a AES Brasil irá beneficiar a retomada dos projetos da Alcoa de maneira sustentável

O acordo que foi assinado entre a AES Brasil e a Alcoa garante o fornecimento de cerca de 150 megawatts (MW) médios por, pelo menos, 15 anos, com início previsto para o início de 2024. Assim, a Alcoa poderá retomar os seus projetos de maneira gradativa, principalmente a produção de alumínio na região do Maranhão, que estava suspensa desde o ano de 2015 e irá retornar, segundo a própria companhia, no início do segundo trimestre do próximo ano. 

A previsão é que o projeto entre as empresas para a geração de energia renovável seja instalado no Complexo Eólico Cajuína, no Rio Grande do Norte, com adição de 300 MW de capacidade instalada à planta, o que será suficiente para suprir as necessidades da Alcoa nos seus projetos futuros. Assim, o contrato firmado com a AES Brasil irá garantir mais segurança energética para a empresa nos próximos anos, a qual não precisará se preocupar com esse recurso. 

A iniciativa da Alcoa é mais um passo para um futuro mais sustentável no mercado brasileiro e irá beneficiar o meio ambiente com a redução dos impactos na utilização de uma fonte de energia renovável. Dessa forma, tanto a empresa será beneficiada, quanto irá ajudar no desenvolvimento sustentável e na maior aderência à fontes alternativas para a produção de energia no país.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.