Início Banco Santander irá dobrar concessão de crédito para financiamento de instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica em 2022 devido à procura por painéis solares

Banco Santander irá dobrar concessão de crédito para financiamento de instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica em 2022 devido à procura por painéis solares

março 31, 2022 às 1:31 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O ano de 2022 será bastante benéfico para quem busca o financiamento da sua instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica com o banco Santander, uma vez que a companhia pretende dobrar o crédito oferecido para os painéis solares
O ano de 2022 será bastante benéfico para quem busca o financiamento da sua instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica com o banco Santander, uma vez que a companhia pretende dobrar o crédito oferecido para os painéis solares. Fonte: iStock

O ano de 2022 será bastante benéfico para quem busca o financiamento da sua instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica com o banco Santander, uma vez que a companhia pretende dobrar o crédito oferecido para os painéis solares

Com novos olhares para a expansão na produção de energia solar fotovoltaica no mercado nacional, o Banco Santander comentou nesta última segunda-feira, (28/03), sobre os seus planos para o segmento em 2022. A empresa afirmou que irá dobrar a concessão de crédito para o financiamento da instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica ao longo de todo o ano, garantindo mais facilidade nos processos de aquisição dos painéis solares.

Outras notícias do setor:

Mais de R$ 10 bilhões em crédito para o financiamento da instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica serão concedidos pelo banco Santander em 2022

O banco Santander vem, há alguns anos, investindo cada vez mais no segmento das energias renováveis e contribuindo para a expansão do segmento no mercado brasileiro fortemente. Agora, a empresa anunciou que irá dobrar o crédito concedido à população para o financiamento da instalação de painéis solares e irá expandir o acesso à energia solar fotovoltaica para a população brasileira ao longo de todo o ano de 2022, como forma de reafirmar o seu compromisso ambiental

Assim, a empresa irá conceder um crédito de aproximadamente R$ 10 bilhões para financiar a compra de equipamentos e a instalação de sistemas geradores de energia solar em residências e empresas ao longo de todo o território nacional. O principal objetivo da empresa é expandir o acesso à produção de energia solar fotovoltaica e garantir um crescimento ainda maior do setor com o financiamento de painéis solares, conseguindo assim garantir o seu compromisso ambiental e a redução nos impactos causados pela produção usual do recurso. 

Somente durante o ano de 2021, o banco Santander oferecer R$ 5,3 bilhões em crédito para o financiamento da instalação dos painéis solares e, agora, pretende dobrar esse número durante o ano de 2022. Para isso, o banco vem adotando um plano de vendas que conta com a oferta de planos com parcelas que empatam com o custo mensal da conta de energia elétrica convencional, chegando a ficar abaixo do valor, e se torna cada vez mais atraente para quem já pensa em realizar a produção de energia solar fotovoltaica. 

Demanda pelos sistemas de energia solar fotovoltaica crescem e Santander pretende aproveitar momento para expandir novas instalações de painéis solares

Entre os principais benefícios que levam os consumidores a buscarem crédito para o financiamento da energia solar fotovoltaica está a compensação financeira para quem substitui a conta de luz pela parcela de um financiamento e, a longo prazo, a falta de preocupação com esses gastos. Mas além disso, o compromisso ambiental também vem sendo um ponto bastante discutido dentro do cenário nacional, uma vez que essa produção minimiza os impactos ambientais causados na geração de energia. 

Assim, Marcio Giovannini, superintendente executivo de Bens e Serviços da Santander Financiamentos, comentou sobre a crescente procura pela instalação e financiamento de painéis solares e ressaltou ainda que “A demanda é impulsionada, principalmente, pela facilidade do crédito para aquisição do sistema fotovoltaico e sua instalação. O empenho do banco em democratizar a geração de energia limpa no país ainda ajuda a puxar para baixo os preços dos equipamentos. A motivação ambiental acaba sendo decisiva para empresas e residências optarem pela troca”.

O Banco Santander é responsável por aproximadamente 35% dos financiamentos de projetos de energia solar fotovoltaica no Brasil e, durante o ano de 2022, pretende expandir ainda mais esses resultados e se tornar o grande destaque no oferecimento de crédito para a instalação de painéis solares no território nacional, cumprindo com o seu plano de crescimento.

Relacionados
Mais recentes