Saturday, 04 de December de 2021

Vibra Energia fecha acordo que visa crescimento em energia renovável com a Comerc

A empresa Vibra Energia fechou um acordo com a Comerc, que simboliza um passo para um futuro que busca alternativas para energia renovável

A famosa empresa do ramo energético, Vibra Energia, fechou recentemente um acordo com a Comerc, que simboliza um passo para um futuro que busca alternativas para energia renovável

A Vibra Energia vem buscando cada vez mais investir em uma produção de energia renovável no país. Dessa forma, o esse setor de renováveis recebeu nessa última quinta-feira, (28/10), a notícia que a empresa fechou um acordo com a Comerc, que simbolizou a compra de 50% da empresa de energia, visando um futuro mais sustentável e os benefícios de um investimento em energia renovável no país.

Leia também:

Acordo entre a Vibra Energia e a Comerc significa um avanço no setor de energia renovável

O negócio que foi fechado entre as empresas do ramo energético tem o objetivo de potencializar o crescimento da Vibra Energia nesse setor, adquirindo 50% de participações da companhia Comerc. A primeira parte do acordo representa 30% da Comerc e se dará pela emissão de R$ 2 bilhões em debêntures conversíveis em ações ordinárias de emissão da empresa, enquanto o restante do negócio afirma que a Vibra Energia poderá adquirir até 20% de ações ordinárias dos sócios da empresa energética, por um preço de R$ 1,25 bilhão.

A Vibra Energia comentou sobre o acordo firmado para o investimento em energia renovável e afirmou que “O negócio representa mais um passo no reposicionamento da Vibra para se tornar uma empresa de energia, privilegiando a transição energética e rumo a uma economia de baixo carbono. A associação está alinhada ao planejamento estratégico da companhia pois permite agregar competências complementares em uma plataforma integrada de energia, preparada para fornecer soluções para clientes finais com potencial e capacidade financeira para ser uma das mais relevantes empresas de energia do Brasil”.

A Comer atualmente é uma das principais empresas energéticas do país,  que atua na comercialização, administração energética para consumidores, geradores e pequenas distribuidoras e plataformas de informação e tecnologia. Por isso, após o acordo fechado entre as empresas, a previsão é de que a empresa de energia se torne a maior investidora em energia solar no país, nos próximos anos. 

Objetivo da Vibra Energia em relação ao acordo com a Comerc é o crescimento em energia renovável

A Vibra Energia é uma companhia licenciada pela própria Petrobrás e atua com 8,3 mil postos de combustíveis ao redor de todo o país, além das lojas de conveniência BR Mania e centros de lubrificação automotiva. Já a Comerc é uma das principais empresas no ramo da energia no país inteiro, especialmente em energia renovável e alternativas para menos emissão de poluentes. Por isso, o acordo entre as duas gigantes marca uma nova logística no setor energético do país.

O acordo fechado entre as empresas para investimentos em energia renovável no país é uma forma de unir duas gigantes neste setor, para otimizarem o potencial energético que o Brasil possui. A experiência da Vibra Energia no mercado de varejo será muito importante no acordo, pois é uma forma de potencializar o crescimento da Comerc no livre comércio de energia renovável no país. Assim, a união entre as duas empresas significa um avanço no setor energético e uma maior capacidade para suprir a demanda que o país necessita. 

A Vibra Energia, em relação a sua parceria com a Comerc, afirmou que “Nos próximos anos, a Comerc será um dos principais investidores em geração solar do país”. Dessa forma, o investimento da empresa nas ações da companhia não só buscam um crescimento econômico entre as duas, mas também alternativas para energia renovável, como a própria produção fotovoltaica, a qual o Brasil tem grande potencial de crescimento.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.