Início Operadora Oi fecha parceria com a Eva Energia para abastecimento de biogás em suas operações

Operadora Oi fecha parceria com a Eva Energia para abastecimento de biogás em suas operações

janeiro 26, 2022 às 8:17 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A operadora Oi segue com seu projeto de energias renováveis e fechou uma parceria com a Eva Energia para o abastecimento das suas operações com o biogás
A operadora Oi segue com seu projeto de energias renováveis e fechou uma parceria com a Eva Energia para o abastecimento das suas operações com o biogás. Fonte: Divulgação

A operadora Oi segue com seu projeto de energias renováveis e fechou uma parceria com a Eva Energia para o abastecimento das suas operações com o biogás

Durante esta última segunda-feira, (24/01), a companhia telefônica Oi revelou o seu mais novo projeto voltado para as energias renováveis e a sustentabilidade no Brasil. A empresa fechou uma parceria com a Eva Energia que, durante os próximos cinco anos, irá abastecer as operações da operadora com o biogás, uma fonte de energia renovável cada vez mais utilizada no mercado brasileiro.

Leia também:

Planta de geração de biogás da Eva Energia irá abastecer operadora Oi com energias renováveis pelos próximos anos 

O tema das energias renováveis dentro das companhias telefônicas está cada vez mais em alta, em razão do alto consumo energético que acontece por parte dessas empresas. Assim, a Oi anunciou o seu projeto de sustentabilidade para os próximos anos e fechou uma parceria com a Eva Energia. Com isso, a companhia fez a compra de 20% da geração de energia da usina de biogás construída em Seropédica (RJ), planta que será aberta oficialmente em fevereiro do ano de 2022 e irá entregar à operadora cerca de 8,76 GWh/ano, energia suficiente para atender 6.000 domicílios.

A operadora telefônica já havia iniciado o seu projeto de sustentabilidade há alguns anos e já contava com o abastecimento de outras energias renováveis, como a solar e a biomassa, mas agora coloca também o biogás como um recurso da sua matriz energética. Nos dias atuais, a Oi conta com cerca de 50% da sua energia proveniente de fontes renováveis e as suas metas são de atingir cerca de 80% ainda em 2022 e, até 2025, chegar à marca de 100%.

O projeto assinado em parceria com a Eva Energia prevê que a energia que a Oi vai receber da usina de biogás seja injetada na rede da concessionária de energia que atende a companhia no município do Rio de Janeiro. Dessa forma, as 1819 unidades da companhia na região serão abastecidas com o recurso e terão uma grande economia em relação aos gastos com a energia elétrica. 

Operadora Oi continua com seus esforços para garantir a sustentabilidade nas suas operações com a aquisição do biogás

O principal ponto positivo do acordo fechado entre a Eva Energia e a Oi para o abastecimento de energias renováveis é, sem sombra de dúvidas, a redução de custos, uma vez que a economia prevista é de cerca de 40% com esse recurso. Com isso, a companhia terá, em média, uma economia de R$ 2,5 milhões ao ano somente com os gastos relacionados à energia elétrica, um grande passo dado para a empresa. 

No entanto, o projeto também é voltado para a questão da sustentabilidade e o presidente da Oi, Rodrigo Abreu, ressaltou a importância das práticas ESG dentro do ramo da telefonia, destacando que “A Oi busca sua sustentabilidade futura e isso implica o uso racional dos recursos, a eficiência de suas atividades, a qualidade de seus serviços. Paralelamente, a empresa trabalha junto a seus colaboradores, clientes e toda a cadeia de fornecedores para incentivar a mitigação de riscos e impactos ambientais. Além disso, sabemos da importância da conectividade para a inclusão social, e nisso a Oi já vem dando grande contribuição ao país”.

Esse acordo fez com que a Oi atingisse a marca de 16 usinas contratadas até o final de 2021 para a produção de energia de fontes renováveis e, além disso, até o final do segundo semestre de 2022 este número deverá dobrar, dando mais alguns passos para um futuro mais sustentável no segmento da telecomunicação.

Relacionados
Mais recentes