Início De acordo com a Aneel, Banco Santander inaugurou as maiores usinas de energia solar urbanas de São Paulo

De acordo com a Aneel, Banco Santander inaugurou as maiores usinas de energia solar urbanas de São Paulo

março 9, 2022 às 2:07 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Santander acaba de instalar as duas maiores usinas solares urbanas em São Paulo, garantindo uma produção de energia solar maior do que o esperado no projeto voltado para as renováveis, segundo a Aneel
Santander acaba de instalar as duas maiores usinas solares urbanas em São Paulo, garantindo uma produção de energia solar maior do que o esperado no projeto voltado para as renováveis, segundo a Aneel. Fonte: Divulgação

Segundo a Aneel, a Santander acaba de instalar as duas maiores usinas solares urbanas em São Paulo, garantindo uma produção de energia solar maior do que o esperado no projeto voltado para as renováveis

O Banco Santander acaba de inaugurar duas usinas solares no estado de São Paulo e, nessa última segunda-feira, (07/03), a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), afirmou que essas são as duas maiores usinas urbanas de energia solar de todo o estado. Assim, a empresa continua focada no seu projeto de renováveis e investe cada vez mais na sustentabilidade dentro das operações.

Não deixe de conferir:

Banco Santander possui a maior usina de energia solar até o momento. Fonte: Divulgação
Banco Santander possui a maior usina de energia solar até o momento. Fonte: Divulgação

Estado de São Paulo recebe a instalação de duas usinas solares do banco Santander, as maiores da região, segundo a Aneel 

Dando mais um passo em busca da sustentabilidade dentro das suas operações no mercado nacional, o Banco Santander realizou a instalação de duas usinas solares no estado de São Paulo. As usinas urbanas de energia solar serão responsáveis pelo abastecimento das operações da companhia em toda a zona sul da região, garantindo uma energia provinda de fontes renováveis e limpas e incentivando cada vez mais os olhares para esse segmento, além de seguir com o projeto de sustentabilidade na companhia. 

As usinas solares contam com 3 mil metros quadrados de placas fotovoltaicas instaladas nas lajes dos prédios e, de acordo com a Aneel, são as maiores em área urbana de todo o estado de São Paulo. Isso acontece pois ambas as usinas solares, juntas, podem gerar mais de 1 milhão de kilowatts, o equivalente ao consumo de 722 residências, durante o seu pico de produção. Além disso, as obras duraram cerca de 5 meses no total e garantiram uma série de oportunidades de emprego para os moradores da região paulista. 

O banco espera que, durante o período de um ano, a produção de energia solar fique em torno de  1.500 megawatt/hora, ou 15,5% do consumo anual de energia de todo o Santander. Assim, o fornecimento de energia a partir de fontes renováveis irá contribuir para mais sustentabilidade dentro das filiais da empresa. Além disso, o projeto ambiental da empresa não para por aí e os demais 84,5% provêm de fontes de energia renovável adquiridas no mercado livre, contribuindo cada vez mais para a redução dos impactos ambientais nas operações. 

Sustentabilidade vem sendo o foco do Banco Santander há alguns anos e a empresa pretende expandir cada vez mais os projetos de renováveis 

A questão ambiental e a busca pela sustentabilidade dentro das suas operações não é um debate recente para o Banco Santander e a empresa já vem há alguns anos investindo no segmento das renováveis, principalmente nas usinas solares. Somente desde o ano de 2015, o Santander reduziu em 25% o consumo de energia e em 79% o consumo de água, o que já colaborou para uma redução de 33% no volume de emissões de gases de efeito estufa. Além disso, vem investindo em projetos voltados para a produção de energia solar, como o de São Paulo, durante esses anos. 

Assim, Ede Viani, vice-presidente executivo de Tecnologia e Operações do Santander Brasil, comentou sobre as projeções da empresa para o futuro no mercado brasileiro e a sustentabilidade em pauta, afirmando que “Esperamos consumir apenas energia renovável também na totalidade de nossas lojas até o fim deste ano, antecipando uma meta prevista para 2025”.

O banco também esteve envolvido durante o ano de 2021 em um projeto de energias renováveis, no qual fez a liberação de linhas de crédito para o financiamento de painéis fotovoltaicos. Assim, o Santander continua com seus esforços para garantir o compromisso ambiental no mercado brasileiro.

Relacionados
Mais recentes