Início Amazonas aproveita potencial de gás natural, mas precisa investir em energia solar

Amazonas aproveita potencial de gás natural, mas precisa investir em energia solar

janeiro 28, 2022 às 12:49 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
O estado do Amazonas é um grande destaque na produção de gás natural, mas não investe no potencial do setor de energia renovável que possui, principalmente a energia solar
O estado do Amazonas é um grande destaque na produção de gás natural, mas não investe no potencial do setor de energia renovável que possui, principalmente a energia solar. Fonte: Divulgação

O estado do Amazonas é um grande destaque na produção de gás natural, mas não investe no potencial do setor de energia renovável que possui, principalmente a energia solar

Projetos voltados para o setor da energia renovável são cada vez mais necessários no Brasil inteiro e o Amazonas é um estado que precisa investir nessa iniciativa. A região já conta com uma grande produção de energia limpa a partir do gás natural, mas perde potencial de geração de energia solar, segundo comentários do engenheiro elétrico Lucas Silva nesta última quinta-feira, (27/01). 

Veja outras notícias relacionadas:

Produção de energia limpa a partir do gás natural é o grande destaque do mercado no Amazonas

O Brasil é um país com altíssimo potencial para a geração de energia renovável, principalmente a solar e a eólica, e se tratando das regiões Norte e Nordeste, essa capacidade é ainda maior. Isso não seria diferente no Amazonas e o estado já aproveita bastante o seu potencial de produção de energia limpa a partir do gás natural, sendo uma das grandes potências nacionais em relação à geração desse recurso, segundo os especialistas do setor energético. 

Um grande fator que levou a essa liderança na produção de gás natural foi a criação do Gasoduto Urucu-Coari-Manaus, acontecida em 2009, e logo após isso o combustível se tornou a principal fonte de energia limpa na região. O gás natural é sim uma fonte de energia limpa, já que se trata de um recurso que não agride o meio ambiente e ajuda no combate a problemas como o aquecimento global e o agravamento do efeito estufa, mas ele também não é uma energia renovável. 

Apesar desse grande potencial de energia limpa, esse recurso não pode ser reposto no meio ambiente de forma rápida, em comparação com a expectativa de vida humana, e não consegue ser reconhecido como uma fonte de energia renovável. Por isso, é essencial que o estado comece a colocar os seus investimentos e olhares em iniciativas voltadas para outros segmentos, como a própria energia solar, que possui grande potencial na região. 

Amazonas está deixando de ser uma referência em produção de energia solar devido a falta de investimentos no segmento 

Embora a região possua uma grande capacidade de produção de energia solar, o Amazonas ainda é apenas o 24º estado no ranking nacional de produção desse recurso, com 49,1 megawatts de potência instalada, segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Esses índices vêm de uma falta de visão por parte do governo do estado e da iniciativa pública, uma vez que investir em energia solar é a garantia de uma fonte totalmente renovável e de alto potencial para essa região

Assim, o engenheiro elétrico Lucas Silva comentou sobre os impasses da geração de energia solar no estado, mas ressaltou que o potencial ainda é altíssimo. O estudioso destacou que “essas características geográficas até podem impedir o estado de atingir grandes níveis de radiação, mas há outros elementos que proporcionam eficiência na produção desse modelo. O território do Amazonas, por si só, que é de tamanho continental, já é algo muito positivo. Diferentemente de outras regiões, no estado, nós não temos as estações bem definidas. Aqui, faz sol praticamente o ano inteiro, então isso garante uma regularidade em relação à produção de energia solar”.

Os incentivos para esse setor estão acontecendo e, no final de 2020, o governo estadual sancionou a Lei Nº 5.350, para incentivar o aproveitamento de fontes renováveis de energia. No entanto, ainda se faz necessário um olhar mais forte para a energia solar e investimentos para que ela cresça no estado.

Relacionados
Mais recentes