Início Tim anuncia meta de 100% de consumo de energia a partir de fontes renováveis e investe em mais usinas para a geração do recurso, com foco na energia eólica

Tim anuncia meta de 100% de consumo de energia a partir de fontes renováveis e investe em mais usinas para a geração do recurso, com foco na energia eólica

março 31, 2022 às 3:02 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Depois de instalar a primeira antena movida à energia eólica, a Tim anunciou o plano de aquisição de mais usinas para 2022, além da meta batida de 100% de consumo de energia proveniente de fontes renováveis
Depois de instalar a primeira antena movida à energia eólica, a Tim anunciou o plano de aquisição de mais usinas para 2022, além da meta batida de 100% de consumo de energia proveniente de fontes renováveis. Fonte: Pixabay

Depois de instalar a primeira antena movida à energia eólica, a Tim anunciou o plano de aquisição de mais usinas para 2022, além da meta batida de 100% de consumo de energia proveniente de fontes renováveis

Essa última quarta-feira, (30/03), marcou uma grande conquista para a companhia telefônica Tim, que anunciou a meta batida de 100% de consumo de energia a partir apenas de fontes renováveis como a solar, a eólica e a biomassa. Além disso, a empresa anunciou o plano de aquisição de mais de 70 usinas no ano de 2022, com foco na energia eólica.

Leia também:

Companhia telefônica Tim alcança marca de 100% de consumo de energia proveniente apenas de fontes renováveis no mercado brasileiro 

O plano de sustentabilidade da companhia telefônica Tim vem acontecendo há alguns anos e, durante o mês de dezembro de 2021, a empresa havia anunciado a meta de 83% de consumo de energia proveniente de fontes renováveis, uma grande conquista para a companhia. Agora, a Tim fez o anúncio de mais um passo dado para o seu compromisso ambiental e afirmou que está consumindo 100% de energia proveniente apenas de fontes renováveis em suas operações no Brasil.

Essa marca batida é reflexo dos investimentos que a empresa vem fazendo na aquisição e construção de plantas para a produção de energia a partir dessas fontes renováveis, com foco na energia eólica, solar e biomassa. Assim, a Tim realizou a  implementação de 46 usinas espalhadas por 19 Estados e Distrito Federal, além de aquisição no mercado livre e compra de certificados de energia renovável, como forma de garantir uma ampla produção em todo o território nacional para o abastecimento das suas operações em todo o país. 

A empresa vem investindo cada vez mais na transição energética na parte interna das suas operações e, apesar de não investir tanto na autoprodução desse recurso, a Tim está sendo uma grande referência no mercado de geração compartilhada de energia eólica, uma vez que os contratos para o abastecimento da empresa a partir dos complexos funcionam dentro desse sistema. Com isso, a empresa consegue diversificar a matriz energética das suas operações de maneira rápida e eficiente, sem a necessidade de aguardar longos prazos para a construção de plantas próprias. 

Tim comenta sobre plano de expansão na aquisição de usinas para a geração de energia a partir de fontes renováveis durante o ano de 2022

Apesar de já ter chegado à marca de 100% de abastecimento das suas operações a partir de fontes renováveis de energia, a Tim não pretende parar por aí e já está com planos para expandir a geração desse recurso de forma limpa no ano de 2022. Dessa forma, até o fim deste ano, a empresa deve realizar a aquisição de 77 usinas para consumo próprio, com geração de 38,2 GWh mensais, o suficiente para abastecer 19 mil antenas.

O foco principal da companhia será na energia eólica (65), mas também haverá espaço para usinas hídricas (7), de biogás (3) e de gás natural (2) em todo o território nacional. A energia eólica vem sendo o principal recurso produzido pela empresa no Brasil, uma vez que o país possui um alto potencial para a geração dentro desse segmento e a Tim consegue investir de forma segura nos complexos eólicos. Assim, Bruno Gentil, Vice-Presidente de Recursos Corporativos da TIM, comentou sobre a marca atingida e os planos para o futuro e destacou: “Estamos orgulhosos do caminho que percorremos até aqui. A TIM se destaca em energia limpa. Esperamos alcançar 65% do nosso consumo total só com a produção das usinas até o fim desse ano, uma marca muito relevante no setor de telecomunicações”.

Relacionados
Mais recentes