Saturday, 04 de December de 2021

Especialistas discutem sobre a necessidade de mais investimentos na produção de energia eólica no Brasil

A concentração e investimentos dos parques eólicos na região Nordeste preocupa os especialistas, que buscam a descentralização da produção de energia eólica para reduzir impactos ambientais

A concentração dos parques eólicos na região nordeste do país preocupa os especialistas, que enxergam a descentralização dos parques como uma alternativa para o problema

A discussão sobre a produção de energia sustentável nunca esteve tão em alta, uma vez que os impactos ambientais só crescem e os países buscam alternativas para esse problema. Pensando nisso, alguns especialistas comentaram sobre esse tema no último sábado, (23/10), e afirmaram que os investimentos em energia eólica, em especial os parques eólicos, são de suma importância e podem ser a solução no Brasil.

Confira outros artigos interessantes:

Centralização dos parques eólicos no Brasil é um problema que pode ser resolvido com investimentos em novas áreas de produção de Energia Eólica

O Brasil é um país privilegiado em relação à produção de energia sustentável, uma vez que conta com uma climatologia favorável a essas atividades, principalmente se tratando da produção de energia eólica e, mas os especialistas se preocupam quanto à centralização dos parques. Atualmente, o país conta com cerca de 726 parques eólicos, sendo que, 630 destes estão localizados somente no nordeste do Brasil, o que não beneficia outras áreas do país. 

A necessidade de alternativas mais limpas para a redução de impactos ambientais é cada vez mais crescente e, após o racionamento de energia que ocorreu há cerca de 20 anos atrás, as empresas começaram a ver a energia eólica como uma forma de resolver esse problema. Com isso, os investimentos nesse tipo de produção levaram o país a saltar da 15ª posição para a 7ª posição no ranking mundial de produtividade, apenas na última década, o que comprova a capacidade brasileira para essa utilização da energia eólica a seu favor. 

Um dos principais problemas em relação aos impactos ambientais que a produção de energia não renovável causa é a emissão de dióxido de carbono, ou CO2, e, acerca desse assunto, o ex-presidente da Eletrobrás afirmou que: “O fato de a eólica ser uma baixa emissora de CO2 coloca o Brasil em uma situação extremamente vantajosa”. Dessa forma, ele vê no país uma grande capacidade para produzir essa energia, de forma positiva tanto para as empresas quanto para o meio ambiente. 

Parque eólico de Cumaru é a prova de que a produção de energia eólica no Brasil pode ser extremamente benéfica

Um dos exemplos de parques eólicos com alta produtividade é o recém-aberto, de Cumaru, sobre o qual a diretora do Enel Green Power comentou que: “A gente está trabalhando passo a passo para fazer não só a obra, mas também todo o tempo que a usina vai operar, 25 anos, de um jeito mais sustentável”. Assim é notável os investimentos em produção limpa de energia no território de todo o país e os esforços para isso. 

O investimento para a construção do parque eólico de Cumaru foi de cerca de R$ 948 milhões e, assim que estiver funcionando por completo, o local conseguirá produzir cerca de 966 gigawatts/hora por ano, o suficiente para abastecer cidades como Goiânia e Porto Alegre, atendendo cerca de 1410000 pessoas com uma energia renovável, limpa e sem impactos ambientais com emissão de poluentes. 

Um dos principais benefícios do parque eólico de Cumaru é o fato de que ele irá evitar grandes números de emissão de poluentes, sendo cerca de 543 mil toneladas de gás carbônico que não serão jogados na atmosfera. Assim, o risco dos impactos ambientais como o aquecimento global serão minimizados e a região ainda irá conseguir produzir números extraordinários de energia para o consumo dos brasileiros.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.