Início Atlas Energy fecha parceria com o governo de Minas Gerais para implantação de usinas de energia solar, gerando mais de mil vagas de emprego para a população

Atlas Energy fecha parceria com o governo de Minas Gerais para implantação de usinas de energia solar, gerando mais de mil vagas de emprego para a população

janeiro 31, 2022 às 8:47 am
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Atlas Energy irá instalar três usinas de energia solar na região de Pirapora (MG), dando continuidade ao projeto voltado para as energias renováveis no ano de 2022, proporcionando vagas de emprego para moradores da região
Atlas Energy irá instalar três usinas de energia solar na região de Pirapora (MG), dando continuidade ao projeto voltado para as energias renováveis no ano de 2022, proporcionando vagas de emprego para moradores da região. Fonte: Pixabay

Atlas Energy irá instalar três usinas de energia solar na região de Pirapora, Minas Gerais, dando continuidade ao projeto voltado para as energias renováveis no ano de 2022, proporcionando vagas de emprego para os moradores da região

Durante este último sábado, (29/01), a Atlas Energy e o governo de Minas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Invest Minas), firmaram um acordo para a instalação de três usinas de energia solar no estado. O projeto com foco nas energias renováveis acontecerá na região de Pirapora e visa contribuir com o segmento no estado mineiro. Além de oferecer vagas de emprego para os moradores locais.

Leia também:

Pirapora será sede de novo projeto da Atlas Energy para a construção de três usinas de energia solar

A Atlas Energy é a líder na produção de energia limpa em toda a América Latina e agora está com um novo projeto voltado para o mercado brasileiro e as energias renováveis. A companhia firmou um acordo com o governo de Minas, com intermédio do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Invest Minas), para a construção de três usinas de energia solar na região de Pirapora durante os próximos anos. 

O projeto da companhia visa aproveitar o grande potencial que o território brasileiro possui em relação à produção de energias renováveis, além de contribuir com o meio ambiente. Além disso, o complexo se chamará “Lar do Sol” e está estimado em torno de R$ 600 milhões no total, As usinas terão, juntas, capacidade de 239 megawatt-pico, uma quantidade de energia suficiente para abastecer 261 mil residências e a construção ainda irá gerar 1.200 empregos durante a fase de implantação, de forma direta e indireta. 

A companhia firmou o acordo com o governo do estado por meio da assinatura de um protocolo de intenções que foi intermediado pelo Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Invest Minas). O órgão está buscando cada vez mais novas parcerias voltadas para as energias renováveis dentro do estado e o projeto da Atlas Energy foi a escolha inicial perfeita para o ano de 2022. 

Usinas de energia solar que serão implantadas em Pirapora irão contribuir com a redução dos impactos ambientais na região

Um ponto importante que o governo do estado de Minas Gerais destacou na assinatura desse protocolo de intenções é o compromisso atual da administração mineira com o meio ambiente. Assim, o estado está buscando cada vez mais novos empreendimentos que possam colaborar com essa iniciativa, assim como aconteceu com o projeto da Atlas Energy. A produção de energia limpa na região é uma realidade cada vez mais presente em todo o território mineiro e a busca por novas iniciativas segue acontecendo. 

Dessa forma, o presidente da Invest Minas, João Paulo Braga, comentou sobre a relevância do projeto da Atlas Energy voltado para as energias renováveis e afirmou que “é neste contexto que a gente busca parcerias com o setor privado, especialmente com organizações que conhecem seus respectivos mercados e que podem contribuir com boas informações. O resultado disso, e que reforça nossa estratégia vitoriosa na atração de investimentos em energia fotovoltaica, é que ainda esta semana anunciaremos mais um grande investimento em usina solar no Norte do Estado”.

A empresa também ressaltou que o empreendimento se refere a uma parceria firmada em julho do ano passado com a Unipar, líder na produção de cloro, soda e PVC na América do Sul. Assim, a Unipar também será beneficiada com a energia produzida nas usinas, que deverão ter as suas obras iniciadas ainda em 2022, por volta do mês de junho, com o objetivo de acelerar o projeto o quanto antes.

Relacionados
Mais recentes