Saturday, 04 de December de 2021

Vinci Partnes fecha parceria com o Grupo Electra para investimentos em energias renováveis

Com investimento bilionário, a Vinci Partnes e o Grupo Electra anunciaram parceria para a produção de energias renováveis a partir de um novo complexo eólico e uma usina de energia solar

A empresa Vinci Partnes e o Grupo Electra anunciaram recentemente uma parceria com investimento bilionário para a produção de energias renováveis a partir de um novo complexo eólico e uma usina de energia solar

Durante esta última quinta-feira, (18/11), o Grupo Electra e a empresa Vinci Partnes anunciaram um projeto de parceria para criação de um novo complexo eólico e uma usina de energia solar, visando mais incentivos à produção de energias renováveis. A parceria irá contar com um investimento bilionário e pretende ser um grande avanço nesse segmento. 

Notícias que podem lhe interessar:

Novos projetos para a produção de energias renováveis são criados pela Vinci Partnes e o Grupo Electra

A problemática das mudanças climáticas e os impactos ambientais provindos da produção irresponsável e não renovável de fontes de energia é cada vez mais presente no mercado global e algumas empresas pretendem fazer sua parte para conter o avanço desse problema. A Vinci Partnes e o Grupo Electra são algumas dessas companhias e anunciaram recentemente uma parceria para a criação de um complexo eólico e uma usina de energia solar que irão incentivar a produção de energias renováveis no Brasil. 

Sergio Brandão, presidente da Vinci Partnes, comentou acerca do desenvolvimento dos projetos, que ficará por conta da Gradiente Energias Renováveis e destacou alguns pontos importantes em relação a iniciativa da companhia junto do Grupo Electra. O executivo ainda destacou que “a parceria mostra que a Gradiente tem todos os predicados para se tornar um importante player no setor de energia renovável, contribuindo para o desenvolvimento das regiões em que atua e para o progresso do país”.

A Gradiente Energias Renováveis é uma das líderes no mercado brasileiro em relação à produção limpa e ecológica de energia a partir de fontes alternativas e o desenvolvimento dos projetos da Vinci Partnes e do Grupo Electra será comandado pela companhia. Assim, o objetivo principal das empresas é expandir a produção de energias renováveis no Brasil e potencializar o crescimento desse segmento no mercado nacional ainda mais. 

Complexo eólico e usina de energia solar serão desenvolvidos com a parceria entre a Vinci Partnes e o Grupo Electra

O ponto principal entre a parceria das empresas para a expansão na produção de energias renováveis no Brasil é a criação de novos locais para essa geração. Assim, a Vinci Partnes e o Grupo Electra, em parceria com a Gradiente Energias Renováveis, irão construir uma usina de energia solar de quase 500 MWp na Bahia e um complexo eólico de 120 MW no Rio Grande do Sul, para aproveitar ainda mais a capacidade de geração de energia através de fontes renováveis que essas duas regiões possuem

O sócio e head de infraestrutura da Vinci Partners, Jose Guilherme Souza, também fez alguns comentários em relação aos projetos que serão desenvolvidos em parceria com a Gradiente Enegias Renováveis e afirmou que “a Gradiente, com toda a excelência de sua equipe, se mostra como o parceiro ideal para aumentarmos nossos investimentos em ativos que contribuirão significativamente para redução dos impactos climáticos globais”.

O investimento para o desenvolvimento do complexo eólico e da usina de energia solar está previsto, para a sua fase inicial, em cerca de R$ 1,7 bilhão e até o fim do projeto estão previstos mais R$ 7 milhões a serem investidos. A previsão de início das obras dos dois projetos é para entre os anos de 2023 e 2024.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.