Saturday, 04 de December de 2021

Novo projeto de lei apresentado visa a criação de programa para aproveitamento do biogás

Um projeto de lei foi proposto para a criação de um programa que incentive o aproveitamento do biogás no Brasil, na busca de fontes de energia renovável

Um projeto de lei foi proposto recentemente para a criação de um programa para incentivar o aproveitamento do biogás no Brasil, em busca de fontes para a produção de energia renovável

Durante esta última quarta-feira, (03/11), o deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) apresentou um novo projeto de lei para a criação do Programa de Incentivo à Produção e ao Aproveitamento de Biogás, de Biometano e de Coprodutos Associados – PIBB, visando utilizar o potencial do Brasil para a produção de energia renovável e com menos impactos ao meio ambiente. 

Não deixe de ler também:

Projeto de lei procura dar mais destaque ao biogás na produção de energia renovável 

O projeto de lei, que recebeu o número 3865/2021, foi apresentado recentemente pelo deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) e visa a criação de um programa para incentivar a produção de biogás no Brasil. Essa iniciativa poderá ser mais um passo dado pelo país para um futuro mais renovável e sustentável em meio à crise energética que assola o mundo inteiro atualmente. Assim, com a aprovação do projeto de lei, o Brasil conseguirá utilizar ainda mais o seu potencial para a produção de energia renovável através do biogás. 

O presidente da ABiogás, Alessandro Gardemann, comentou sobre a importância do projeto de lei ter sido apresentado um dia depois do Brasil ter aderido ao Compromisso Global do Metano, que prevê o corte de 30% nas emissões até o fim da década. O executivo afirmou que “o Brasil enfrenta desafios na potência despachável, e o biogás pode ser parte desta solução. O país avançou nas energias renováveis com a hidráulica, a solar e a eólica. Precisamos fazer o mesmo com o biogás”.

A produção do biogás a partir do setor sucroenergético pode ser uma alternativa viável e muito favorável para o crescimento do Brasil, uma vez que o país conta com plantações em diversos locais que podem servir como base para o biogás. Esse recurso, assim como o gás natural, pode ser armazenado, tem geração firme e é descentralizado, o que favorece ainda mais investimentos nesse setor para a produção de energia renovável.

Brasil possui alta capacidade para produção de biogás no cenário mundial 

O favorecimento do Brasil em relação à geração de energia renovável é nítido no cenário mundial e não se limita apenas à produção fotovoltaica e aos parques eólicos, mas o país também possui o maior potencial para a produção de biogás do mundo. A capacidade atual de produção é de 19 GW de capacidade instalada ou 120 milhões de m³/dia de biometano e a ABiogás projeta a produção de 30 milhões de m³/dia de biogás até 2030, com a aprovação do projeto de lei para a criação do programa de incentivo a essa produção.

Alessandro Gardemann, presidente da ABiogás, comentou acerca do potencial brasileiro e afirmou que “Estamos certos de que é possível movimentar a indústria do biogás para garantir a oferta de uma parcela significativa desta demanda com a vantagem de que uma usina a biogás pode entrar em operação em menos de dois anos e sem demandar a construção de infraestrutura de gasodutos ou de importação de combustível”.

O biogás é, além de tudo, uma fonte de energia que provém de recursos orgânicos e assim, consegue minimizar os impactos ao meio ambiente causados pela agroindústria, ao transferir esses recursos orgânicos para a produção de uma matriz energética mais sustentável e ecológica em busca de um futuro mais limpo no país.

Ruth Rodrigues
Formada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), atua como redatora e divulgadora científica.