Início Eficiência Energética e Energia Renovável: a melhor maneira de combater as mudanças climáticas

Eficiência Energética e Energia Renovável: a melhor maneira de combater as mudanças climáticas

agosto 26, 2022 às 3:34 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Eficiência Energética
Eficiência Energética (Reprodução: divulgação)

Atualmente, umas das ações mais eficazes no combate às mudanças climáticas é o uso de medidas de eficiência energética somadas ao uso de fontes de energia renovável pelas indústrias. Hoje, as duas energias consomem 60,94% da energia elétrica no Brasil. Diante desse cenário, implementá-las se tornou uma garantia da certeza de um meio ambiente conservado para as futuras gerações.

Basicamente, a eficiência energética possibilita o uso de menos energia para fazer um mesmo trabalho ou produzir mais com menor custo de consumo energético. Sendo assim, quanto menores forem as perdas de energia, somadas ao uso de recursos naturais para atingir uma meta, maior será o grau de eficiência energética.

Sendo assim, através do PotencializEE, programa liderado pelo MME (Ministério de Minas e Energia) e coordenado pela GIZ (Agência Alemã de Cooperação Internacional), pequenas e médias empresas (PMEs) de São Paulo, é possuir desenvolver diagnósticos energéticos que acompanhar os processos de modernização e eficientização das instalações das indústrias, para torná-las mais sustentáveis.

Neste sentido, a PotencializEE desenvolveu um projeto de eficiência energética que inclui medidas de redução e otimização do consumo de combustíveis e eletricidade nos processos da indústria.

Quando instalados apropriadamente, os projetos resultam na diminuição do consumo e, consequentemente, dos custos atrelados aos diversos tipos de recursos utilizados, como água, eletricidade, gás natural, etc., sem alterar os níveis de produção e qualidade do produto final da empresa.

Eficiência Energética possui benefícios para toda a sociedade

Conforme a IEA (International Energy Agency), a eficiência energética possui diversos benefícios, como a redução de emissão de gases do efeito estufa, aumenta da disponibilidade energia, melhoria da produtividade industrial, geração de empregos, gerando uma sociedade mais justa, com maior preservação de recursos naturais e a redução da pobreza.

Geralmente, a eficiência energética e a energia renovável se referem a mesma temática de energia, mas, elas são iguais. A primeira fala sobre a economia do consumo, enquanto a segunda fala das novas fontes de geração de energia que não agridem o meio ambiente, como a energia solar, eólica, biomassa e hidrogênio verde. Neste sentido, a eficiência energética tende a ser mais vantajosa quando combinada com as medidas de uso de energias renováveis. Conforme a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a energia eólica atingiu 15 mil MW de potência instalada em abril de 2020, enquanto a geração distribuída fotovoltaica alcançou os 3 GW em junho de 2021, garantindo uma taxa média de crescimento de 230% ao ano no Brasil desde 2013.

Para o PotencializEE, combinar eficiência energética com energias renováveis é essencial, e uma das grandes metas do projeto. Segundo ele, até o fim de 2024, o programa estima que as PMEs cadastradas deverão deixar de lançar na atmosfera 1,1 milhão de toneladas de CO2, o que resultará em uma redução de 7,26 Gigawatts/hora no consumo de energia.

Eficiência Energética e Energia Renovável: um passo importante para combater as mudanças climáticas

Basicamente, podemos dizer que a eficiência energética e a energia renovável conseguem caminhar juntas em duas grandes etapas. Para começar, a eficiência energética é implementada e, em seguida, a energia renovável é incorporada. Caso ocorresse na ordem inversa, os resultados não seriam satisfatórios, pois os projetos não conseguiram ter um grande retorno. Para simplificar o conceito, podemos dizer um sistema de energia solar instalado em um edifício que usa somente lâmpadas incandescentes e ar condicionado ineficiente. Embora a fonte seja renovável e não emite carbono, a eficiência energética nessa estrutura seria quase nula, porque os equipamentos inapropriados que consomem altos níveis de energia são inferiores a luzes de led e ar condicionados novos.

Relacionados
Mais recentes