Início Visando aumentar as fontes de energias renováveis no Estado, Governo do Rio Grande do Norte assina memorando com a European Energy

Visando aumentar as fontes de energias renováveis no Estado, Governo do Rio Grande do Norte assina memorando com a European Energy

novembro 13, 2021 às 12:02 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
A governadora do Rio Grande do Norte assinou um Memorando com a empresa European Energy para o desenvolvimento de energias renováveis no Estado
A governadora do Rio Grande do Norte assinou um Memorando com a empresa European Energy para o desenvolvimento de energias renováveis no Estado. Fonte:Elisa Elsie

A governadora do Rio Grande do Norte assinou recentemente um Memorando de Entendimento com a empresa European Energy para o desenvolvimento de energias renováveis

Durante esta última quinta-feira, (11/11), a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, recebeu a comitiva da European Energy, formada por Knud Erik Andersen, CEO da empresa, e outros representantes para a assinatura de um Memorando de Entendimento que visa o desenvolvimento de novas fontes de energias renováveis pelo estado, utilizando o grande potencial que ele possui para esse setor. 

Outros artigos interessantes:

Acordo com a European Energy visa novas energias renováveis no Rio Grande do Norte

A governadora Fátima Bezerra assinou, junto do CEO da European Energy, Knud Erik Andersen, um Memorando de Entendimento para o desenvolvimento de energias renováveis no Rio Grande do Norte, principalmente o hidrogênio verde, a amônia verde e a energia solar. A parceria entre o estado e a companhia do ramo energético visa utilizar o grande potencial que a região possui para o desenvolvimento de energias renováveis e aumentar a produtividade local. 

Fátima Bezerra comentou acerca da iniciativa e das intenções que o estado do Rio Grande do Norte possui ao assinar o acordo com a European Energy. A executiva ainda destacou que “nos últimos três anos o nosso Estado vem se preparando para o desenvolvimento do setor de energias. Através de planejamento e gestão o Governo vem realizando parcerias estratégicas com empresas e elaborando estudos para infraestrutura e para a cadeia de valor. O RN hoje é líder em geração de energia eólica onshore e também pretende liderar na produção offshore (no mar)”.

Atualmente, cerca de 94% da matriz energética do Rio Grande do Norte provém de energias renováveis, principalmente a eólica, a qual o estado se consagrou como líder nacional na geração e exportação para o Sistema Nacional de Energia. Assim, o que se espera com o Memorando de Entendimento assinado é o maior aproveitamento desse potencial para diversificar ainda mais a produção de energia local, com outras fontes como a amônia e o hidrogênio verde. 

Governo do Rio Grande do Norte pretende aproveitar o potencial do estado para a geração de energias renováveis 

A assinatura do Memorando de Entendimento com a European Energy representou, acima de tudo, mais um passo dado pelo governo do Rio Grande do Norte rumo a um futuro mais renovável e com mais responsabilidade ambiental. O principal objetivo do estado, segundo a própria governadora, é o de aproveitar a grande capacidade que a região possui para essa geração e investir em novas fontes de energias renováveis. 

O secretário Desenvolvimento Econômico (SEDEC), Jaime Calado, também destacou alguns pontos importantes acerca da grandiosidade que o estado pode alcançar em relação à produção de energia renovável. O secretário ainda comentou que “o Governo do Estado, sob orientação da governadora Fátima Bezerra, vem investindo na diversificação de fontes de geração de energias renováveis com o intuito de aumentar a sua participação no processo de transição energética para uma economia de baixo carbono. E temos alcançado resultados importantes na inserção de novas fontes como biomassa, solar, hídrica e, como combustível de transição, do gás natural”.

O que se espera agora é que, com a parceria fechada entre o governo do estado e a empresa dinamarquesa European Energy, o Rio Grande do Norte consiga diversificar ainda mais a sua produção energética a partir de fontes renováveis e possa crescer no mercado nacional nesse segmento, servindo de referência para outras regiões.

Relacionados
Mais recentes