Início Swift e Seara ampliam uso de energia limpa com nova usina solar

Swift e Seara ampliam uso de energia limpa com nova usina solar

julho 20, 2022 às 5:10 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
nova usina solar
Nova usina solar (Reprodução: divulgação)

A Swift e a Seara, que fazem parte do grupo JBS no Brasil, anunciaram a sua ampliação no consumo de energia renovável das duas operações, a partir de uma nova usina solar produzida pela Usina Fotovoltaica (UFV) Âmbar Saltinho. 

Localizada em Saltinho, São Paulo, a nova usina solar foi inaugurada na última semana. Conforme o comunicado, o empreendimento pertence à Âmbar Energia, uma empresa de soluções que pertence ao Grupo J&F. A UFV Saltinho possui quatro usinas hidrelétricas, com 9.408 placas fotovoltaicas no total. Em suma, todas as usinas atingem a potência de 5.174 kWh, energia suficiente para manter 2,8 mil residências. 

Segundo a JBS, o novo sistema evitará a emissão de 12,193 toneladas de dióxido de carbono (CO₂) na atmosfera terrestre, algo equivalente ao plantio de 4 mil novas árvores por mês.

Em nota, a JBS outras considerações sobre a iniciativa: “O consumo de energia renovável pelas operações da Swift e da Seara faz parte dos esforços da JBS de se tornar Net Zero em 2040, ou seja, de zerar o balanço líquido de suas emissões e compensar as emissões residuais. Dentro desta estratégia, a Swift tem como meta alcançar que 100% de suas lojas sejam abastecidas por fonte renovável até 2025”

No caso da Seara, a perspectiva com a nova usina solta visa reduzir as emissões escopo 3 (indiretas), através do fornecimento de energia limpa e renovável para os seus integrados.

Dessa forma, a energia produzida pela nova usina solar será consumida pelos integrados das empresas nas cidades de Amparo e Nuporango, no interior de São Paulo. Neste sentido, acredita-se que a iniciativa trará maior sustentabilidade, além de reduzir em 20% a conta de energia das instalações.

Tal unidade de energia de Saltinho foi a primeira UFV inaugurada pela Ambar. Para isso, a empresa desembolsou 23 milhões de reais, baseada em um plano de geração de energia solar traçado em 2021.

Marcelo Zanatta, presidente da Âmbar Energia, afirmou em um comunicado: “A inauguração dessa unidade é um marco na nossa estratégia de crescimento em energias renováveis”

Nova usina solar busca a expansão em renováveis

Sendo a primeira UFV inaugurada pela Âmbar, que iniciou os seus planos de expansão em renováveis em 2021, é um grande passo no plano de investimentos da empresa. Com investimentos de R$23 milhões, a perspectiva é que a inauguração da unidade marque um passo importante no crescimento da energia renovável no Brasil.

Além de diversas UFVs instalados no país, a Âmbar também investe na construção de micro usinas nas propriedades dos próprios clientes. Como uma das suas primeiras ações, a Âmbar modificou os telhados das lojas Swift.

Atualmente, o porto de Âmbar Energia em Geração Distribuída conta com 58 Usinas Fotovoltaicas em operação comercial, sendo cinco aguardando conexão e três em finalização. Juntas, elas totalizam 2.185 kWp, distribuídas em seis concessionários de distribuição do Sudeste.

Ação faz parte da Estratégia Net Zero 2040

Segundo a JBS, a iniciativa da nova usina solar integra os planos do grupo para se tornar net zero até 2040, ou seja, zerar o balanço líquido das suas emissões, enquanto compensa com emissões residuais. Dentro dessa perspectiva, a Swift estabeleceu que suas lojas devem atuar com 100% de energia com fonte renovável até 2025.

160 Vagas para o ramo de energia solar – Estado de São Paulo.

Raphael Jacob, CFO e responsável pelos programas de sustentabilidade da Swift, declarou que: “Em linha com a estratégia Net Zero 2040 da JBS, a Swift implementa uma série de iniciativas na área de sustentabilidade, como vans com painéis solares e sistemas fotovoltaicos nos telhados de nossas lojas. Atualmente, 65 lojas da Swift já são atendidas por esta fonte”.

Relacionados
Mais recentes