Início Eternit aponta em solução inovadora com novos modelos de telhas solares

Eternit aponta em solução inovadora com novos modelos de telhas solares

agosto 22, 2022 às 5:35 pm
Compartilhe
Siga-nos no Google News
novos modelos de telhas solares
Novos modelos de telhas solares (Reprodução: divulgação)

Na última semana, a Eternit, uma empresa do setor de construção civil, recebeu o registro do Inmetro para o desenvolvimento de seus novos modelos de telhas solares, pertencente à linha Tégula Solar. Sendo assim, os três novos modelos exibem ganhos de potência e mais praticidade de instalação, comparado a primeira telha solar da empresa, homologada em 2019.

As telhas solares BIG-F10C, BIG-F11 e PLANA-F15 agora possuem certificados do Inmetro e podem ser comercializadas normalmente pela empresa. Inclusive, os lançamentos buscam complementar o portfólio da empresa, que há muitos anos está investindo em pesquisa e desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras. Ainda inéditas no Brasil, as primeiras telhas solares já foram vendidas para clientes no Estado de São Paulo, e também em Atibaia.

Neste sentido, um dos grandes diferenciais das telhas solares é a fácil adaptação às construções existentes, já que a sua instalação é basicamente a mesma de uma telha de concreto tradicional. Além disso, as telhas solares são esteticamente mais harmoniosas e requintadas, frente aos painéis solares.

O modelo BIG-F10C fio confeccionado para oferecer maior flexibilidade nas instalações, em telhas já construídos ou reformas em coberturas que usam a telha de concreto BIG da empresa, com galpas – o espaçamento entre as ripas que determina a sobreposição entre as telhas, que agora estão menores, entre 36 a 40,5cm.

Sendo assim, Luiz Lopes, gerente de Desenvolvimento de Novos Negócios da Eternit, afirmou que a BIG-F10C possui maior área para sobreposição, o que permite maior faixa de espaçamento entre as ripas. Por outro lado, a BIG-F10C é ideal para contemplar um maior número de telhados já construídos, especialmente onde foram instaladas telhas BIG da Tégula, que contam com galgas menores que o padrão de 40,5cm. O modelo possui potência de 10Wp e capacidade de geração de energia de 1,25 kWh/mês por telha.

Evolução é um dos destaques das novas telhas solares

A empresa também apresentou a BIG-F11, que é uma evolução da antiga BIG-F10. Basicamente, a nova versão da telha consiste em um produto com 20% a mais de potência comparada a primeira, que possuía 11 Wp (Watt-pico). Sendo assim, ela além de ser mais sustentável, ainda apresenta um melhor desempenho para a geração de energia.

Dessa forma, cada módulo é capaz de produzir cerca de 1,4 kWh/mês. Para um consumidor médio que more na cidade de São Paulo, baseado na tarifa atual de energia, isso pode garantir uma economia de até R$120,00 na conta de luz, especialmente quando comparamos a geração anterior. Para isso, é considerado um sistema com 500 telhas instaladas.

Novas telhas solares apresentam maior potência

Por sua vez, a PLANA-F15, apresenta uma potência de 15 Wp (Watt-pico), e utiliza uma galga de 34 cm, sendo que são necessários pouco menos de 10 peças/m² para funcionar corretamente. Além disso, a maior ocupação da área da telha com células fotovoltaicas garante um modelo mais potente na comparação de potência/área de cobertura.

Sendo assim, o aumento da potência na PLANA-F15 aperfeiçoa ainda mais o aproveitamento do espaço usado para geração de energia, o que influencia diretamente na diminuição da quantidade de telhas que serão necessários para cada projeto. Recentemente, a Eternit também lançou a primeira telha solar de fibrocimento do Brasil.

Novas telhas solares buscam se adaptar a cada cliente

Para realizar a avaliação de desempenho e adequação da telha aos diferentes perfis de clientes, a Eternit já possui projetos-polto encaminhados em variados tipos de imóveis, como comunidades, casas populares, galpões, construções sem telhado, além de algumas instalações comerciais, como postas de gasolina e projetos na área agrícola.

Leia mais: Geração offshore de energia é regulamentada em marco legal aprovado pelo Senado

Relacionados
Mais recentes